Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

A Tragédia Fez um Ano!!!

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201728.JPG

Não, não me esqueci da tragédia que se abateu sobre a nossa terra, a nossa freguesia, e a nossa região! 
Na altura nada publiquei aqui no blog, simplesmente porque o tinha inactivo, e também devo dizer que o cenário que se me apresentou quando cheguei perto da nossa terra me deixou com pouca vontade de escrever, e até de registar em imagens a desgraça que estava diante dos meus olhos. Ainda hoje penso...que ao passar por Avô não tive vontade de tirar uma única fotografia ao edifício onde funcionava um bar e que ainda ardia o seu interior...
Muito se tem escrito e já muito se escreveu sobre o terrível dia, e eu, hoje, pouco adiantarei com o que escrevo,  mas como na altura não lhe fiz referência aqui no Blog, faço-o hoje para que sirva de memória e de consulta, porque publico aqui algumas fotografias inéditas (algumas já as publiquei nas redes sociais) e ainda um pequeno vídeo que dá uma pequenina "ideia" do que foi a minha aventura para chegar a Pomares...foi difícil, custou-me alguns sustos, 4 pneumáticos no carro e uma revisão antecipada com a devida substituição de todos os filtros...irão perceber porquê!!!

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20171.jpg

 A primeira imagem que aqui publico já é conhecida, e já foi partilhada inúmeras vezes nas redes sociais, e apesar de a ter registado com uma das minhas maquinas....esta é uma imagem que a tenho gravada na memória,  incapaz de ser "deletada", porque me impressionou de uma forma tal, que não tenho ainda hoje adjectivos para descrever o que senti...
Esta segunda imagem retrata a primeira barreira na tentativa para chegar a Pomares. Estou na estrada Arganil- Côja e fico barrado antes de chegar à zona Industrial...volto para trás...e tento seguir por Mouronho...via Estrada da Beira para tentar chegar a Côja...já que tinha a informação que por Vendas de Galizes era impossível...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20172.jpg

O cenário era assustador para qualquer dos lados que se olhasse...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20173.jpg

Esta foi uma imagem captada quando fiquei barrado, já na estrada que me levaria até Côja...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20174 (1).jpg

 Travessia da estrada em direcção a Côja

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20175.jpg

Chegada a Côja...
Algum alívio por me sentir com alguma segurança! Estacionei o carro no parque, Subi até junto à ponte. Algumas pessoas na rua, poucas conversavam, Mais adiante, outras, com baldes e mangueiras apagavam alguns resquícios de focos de incêndio. Nos Bombeiros, quase ninguém, não tinham informação. Junto à Ponte, um GNR que tinha vindo deslocado da zona do Baixo Mondego. Pouca ou nenhuma informação tinha e estava sem água e sem comer. Seriam cerca das 02:00 horas do dia 16. Fomos ao carro (eu ia com o meu filho) e trouxemos-lhe uma sandes e uma garrafa de água. Agradeceu e ficámos por ali um pouco à conversa: 
- Às tantas perguntou-me para onde íamos?
- Para Pomares, respondi eu!
- Para Pomares?
-Sim!

-Em Pomares, tenho lá um colega que foi com uma colega daqui...não sei nada dele, porque não há comunicações, mas por volta das 19:00 recebi um telefonema dele, de um telefone que não era dele a dizer-me" ó Pardal, eu nunca vi nada assim...não sei se saio daqui vivo...diz à minha mulher que a amo" explicou-me depois que esse colega tinha a mulher grávida...
Arrepiei-me...e fiquei muito mais preocupado...
Não podia prosseguir pela estrada dos Vales, nem pela estrada do Barril de Alva...tinha forçosamente que aguardar...

Cada minuto parecia uma eternidade...
Cerca das 02 e tal, perto das 03:00 da manhã, chega um jipe com dois GNR's. Um deles salta da viatura e abraça-se ao que estava ali em Côja. Percebi que era a equipa que esteve em Pomares. Abordei a Sra. Guarda, de quem não sei o nome, e tentei obter informações de como estava Pomares. Tudo queimado. Não havia vítimas...
Perguntei-lhe se as gentes das aldeias tinham sido evacuadas para Pomares. Disse-me que não houve tempo para isso, e não sabia de nada...Temia que houvesse vítimas....Fiquei em desassossego...percebi que todos tinham ficado por conta e risco próprio...abandonados à sua sorte!!!
A partir deste momento, já tive luz verde para prosseguir com cautelas redobradas e com a indicação de que em Vila Cova do Alva haveria risco de derrocadas para a via...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20176.jpg

De Côja era bem visível a barreira de fogo que me impedia de chegar ao destino...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20177.jpg

A chegada a Vila Cova de Alva esperava-me um cenário Dantesco, dificilmente de conceber ainda hoje...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20178.jpg

Os focos de incêndio estavam por todo o lado...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 20179.jpg

Nada podia fazer e tinha que prosseguir para o meu destino...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201710.jpg

Cheguei a Pomares...cerca das 03:00 e tal da manhã..."fumarolas" aqui e acolá. Não se via vivalma...um pouco estranho, mas ao mesmo tempo compreensível...já tinha ardido o que tinha que arder e era preciso descansar...

 

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201711.jpg

A cerca/parapeito do Caminho da Cernada estava irremediavelmente perdida..ardia...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201712.jpg

O caminho parecia que tinha sido dinamitado...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201713.jpg

Contrariamente ao que se verifica este ano, Outubro do ano passado foi extremente seco e com temperaturas altas...ingredientes que potenciaram o incêndio...(e não só)...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201714.jpg

 E o incêndio chegou mesmo à porta...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201715.jpg

Galgou as margens e passou para o outro lado...chegou onde os "antigos" diziam que nunca chegaria... 

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201716.jpg

Nas nossas aldeias serranas o prejuízo vê-se a cada esquina e em cada socalco, acabando as chamas por reduzir a cinzas muitos anos de trabalho árduo e muitas memórias...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201717.jpg

 E o fogo chegou ao coração das aldeias...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201718.jpg

Quase 24 horas depois o fumo ainda ainda pairava na atmosfera tornando o ar pouco respirável, mesmo em sitios onde o ar é do melhor que há....

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201719.jpg

 Nada escapou à fúria das chamas...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201720.jpg

 Aldeias mais castigadas do que outras...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201721.jpg

 Tornando paisagens idílicas de verde luxuriante em negro de arrepiar....

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201722.jpg

 Desmoronamentos e altas temperaturas...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201723.jpg

 Casas de arquitectura serrana irremediavelmente perdidas...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201724.jpg

Uma imagem que retrata que nada foi poupado...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201725 (1).jpg

 Nem as placas resistiram...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201726.jpg

 Os caixotes do lixo sucumbiram às temperaturas...

1º Anevrsário do Grande Incêndio de 15 de Outubro de 201727.jpg

Pomares aguentou, as pessoas resistiram sozinhas e conseguiram proteger os seus haveres, não viraram costas ao seu "inimigo" e salvaram as suas vidas e os seus haveres...
São e foram uns heróis!!!

Eucalipto uma especie assassina!.jpg

Há um ano para cá tem-se feito muita coisa!
Iniciativas de reflorestação.
Iniciativas de retenção de terras prevenindo as enxurradas.
O que é visível foi a reconstrução de muito que as enxurradas destruíram. Fruto dos incêndios...mas quanto a preveni-los...nada foi feito!!! 

Pergunto-me? E os resultados práticos?! E o futuro! 
No que concerne à prevenção dos incêndios futuros a que a nossa terra está sujeita, pouco se fez e pouco se tem feito, nem se vislumbra nenhuma iniciativa...enquanto a natureza reclama o seu espaço. Os eucaliptos, a espécie que em tempos foi considerada o "petróleo verde" acabou por ser o petróleo para incendiar as nossas casas e os nossos haveres e que agora cresce ao "deus dará"...e sabe-se que por cada um que ardeu...nascem quatro (4). Estão a pensar o mesmo que eu?! Daqui a 15 anos teremos a mesma coisa a quadruplicar se as condições atmosféricas forem idênticas e isso pode muito bem acontecer...

A grande diferença da nossa terra para outras terras que tem dado passos importantes para minimizar o perigo é a liderança. A liderança e a iniciativa não podem estar em pessoas que mal conhecem o território, que por mais força anímica que tenham, por melhor intenção que tenham, e por mais ou menos iniciativa e domínio das novas tecnologias,  falta-lhes o conhecimento do terreno, a paciência, o saber ouvir e compreender aqueles que são proprietários, aqueles que vivem lá o ano todo, e aqueles que tem a experiência e o conhecimento da realidade da terra e das suas gentes.
É preciso construir um futuro, e esse futuro só se constrói com as pessoas que lá vivem. É necessário, se é que ainda vamos a tempo, estabelecer perímetros e estratégias  até onde podem vir as árvores mais perigosas...é preciso estarmos de acordo...se não todos, a maioria...
Plantar uma árvore aqui e ali...algumas a poucos metros de habitações...é tempo perdido, tem pouca eficácia e nada acrescenta...prejudica-nos.
Temo por Pomares!
Olho à sua volta e vejo o azul do eucalipto, não o verde que outrora predominava...

Voltarei ao assunto...e reactivei o Blog, porque é aqui que partilho a opinião a que tenho direito!!! Por mais que doa, ou que incomode! 
 

E para terminar por agora, um pequeno video em que tento mostrar um pouco do "inferno" que atravessei; visibilidade reduzida e a incógnita do que me esperava uns metros mais à frente...felizmente correu bem...mas vi alguns automóveis a inverter a marcha e a deixarem-me na dúvida...eu tinha de chegar a Pomares e cheguei...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:50
link do post | comentar | favorito
Domingo, 22 de Abril de 2018

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 1.jpg

Organizado em parceria entre a Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra e os Escoteiros de Mira Sintra, decorreu ontem, em "boa forma e barriga aconchegada", o 2º Festival de Sopas, com o apoio e a participação de vários restaurantes e similares da nossa Freguesia, e, só a chuva impediu o Largo da República de servir de "grande amesendação", obrigando a organização a recolher para o espaço do Palácio da Fidalga, onde decorreu o evento. Pela minha parte, registei o acontecimento, almocei sopas, deliciosamente espectaculares, onde não faltaram bifanas, sobremesas e bolos...e muita gente feliz! 

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 2.jpg

O Arqº Carlos Casimiro, Presidente da Junta de Freguesia, acompanhado pela Vogal Dra Helena Cardoso e pela Natália não dispensaram as sopas!

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 3.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 4.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 5.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 6.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 7.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 8.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 9.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 10.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 11.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 12.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 13.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 14.jpg

 

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 15.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 16.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 17.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 18.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 19.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 20.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 21.jpg

 

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 22.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 23.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 24.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 25.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 26.jpg

2º Festival de Sopas - Agualva e Mira Sintra 2018 27.jpg

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 21:36
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Abril de 2018

IX Encontro de Folclore Raízes de Sobral Gordo

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes7.jpg

Podia começar este post dizendo que ando devagar porque já tive pressa!
Apesar de ser verdade, não se aplica a este post, nem a tantos outros que estão no meu imaginário e cujas fotos "moram" num qualquer canto dos meus  discos rígidos. Alguns posts, provavelmente, ficarão pelas intenções e as fotos acabarão por ficar "ad eternum" no "armazém" sem nunca chegarem às páginas da web...
A correria que me obrigam outros tantos afazeres e algum atraso na prontidão que requerem os posts de um Blog como este, que durante anos mantive activo diariamente, ditaram para sempre um "delay" que se tornou crónico, e não será alheia a falta de internet que fiquei sujeito (eu e outros), em Pomares, após os incêndios de Outubro que demoraram mais de 6 meses a repor. Tudo isso, somando o cuidado que cada vez mais tenho na escolha e na quantidade de fotografias, obrigam-me a cada vez mais dispor de mais tempo para publicar um post. Hoje todos nós "tiramos fotografias" com máquinas, com telemóveis e tablets. Vivemos num mundo de imagens e muito diferente de há 10/11 anos data que iniciei este Blog. Continuo a privilegiar o Blog, porque os assuntos que me interessam e que julgo importantes ficam aqui registados e servem para consulta, ao contrário do que se publica noutras redes, que é visto e, puffff....desapareceu, são voláteis!!! Por vezes confundem-me com jornalismo; nunca foi minha intenção fazer noticias, aquilo que faço há mais de 10 anos com o Blog, é fotografia documental, e é neste contexto que mais uma vez vim ter com os amigos e familiares de Sobral Gordo para assistir ao seu Encontro de Folclore, e fi-lo sempre com todo o gosto e de alma aberta, com a paixão de um serrano e de um Pomarense que sente as suas origens a correr nas veias. Que é amigo do amigo, que corre por gosto e porque corre pela sua terra! Neste domingo dia 8 de Abril, chovia imenso na capital e na cidade de Almada, atravessei a Ponte sob chuva intensa e ventos que me abanavam o automóvel de tal forma que era difícil mantê-lo numa rota certeira. Cheguei, atrasado...e já se dançava no palco!
As imagens que vamos ver, tomei a opção de as  agrupar pelos ranchos que actuaram:

- Grupo Etnográfico Raízes de Sobral Gordo

- Rancho de Danças e Cantares de Vale de Milhaços

- Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa

- Rancho Folclórico de Vale Flores (Almada)

Escusado será dizer que estes encontros para além de serem uma manifestação cultural popular apreciada, proporcionam sempre fotografias espectaculares...foi aqui na SFUAP na Cova da Piedade que num destes encontros promovidos pelo Grupo do Sobral Gordo, que há anos tirei uma fotografia a uma senhora de um rancho Alentejano que está farta de ser reproduzida em murais, em pinturas e cartazes...

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes6.jpg

Odete Francisco, a alma do Grupo Etnográfico Raízes de Sobral Gordo!

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes1.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes2.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes3.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes4.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes5.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes8.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes10.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes11.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes12.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes13.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes14.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes16.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes17.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes18.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes19.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes20.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes9.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes21.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes22.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes23.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes24.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Raízes15.jpg

Rancho de Danças e Cantares de Vale de Milhaços (Seixal)

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços1.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços2.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços3.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços4.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços5.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços6.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços7.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços8.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços9.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços10.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços11.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços12.jpg

 

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços13.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços14.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale de Milhaços15.jpg

Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa (Arganil)

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa4.jpg

 

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa1.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa2.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa3.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa5.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa6.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa7.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa8.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa9.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa10.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa11.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa12.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa13.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Ribeira de Celavisa14.jpg

 Rancho Folclórico de Vale Flores (Almada)

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale Flores2 (1).jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale Flores3 (1).jpg

 

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale Flores1 (1).jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale Flores4.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale Flores5.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale Flores6.jpg

Festival Raízes Sobral Gordo - Rancho Vale Flores7.jpg

Amigos e conterrâneos...

Festival Raízes Sobral Gordo 2.jpg

Alfredo Pereira um incansável divulgador de tudo o que diz respeito à nossa Serra do Açor e Manuel Lopes, um alentejano Sobralgordense!

Festival Raízes Sobral Gordo 3.jpg

 Fernanda e a nossa amiga Paula Guerreiro do Rancho de Vale de Milhaços e uma grande acordeonista!

Festival Raízes Sobral Gordo 1.jpg

Não sei do que falavam, mas por certo era da nossa região: O meu "primo" Tó Jaime, Presidente da Comissão de Melhoramentos de Sobral Gordo, Vitor Andrade, da Liga dos Amigos da Barrôja e a Fernanda.   

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 10 de Abril de 2018

Aqu'Alva Stória - III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia (II Post)

 

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios1 (1).jpg

E Aqu'Alva Stória continua...

Dividindo-se as actividades por várias salas da cidade, decorreu no sábado na Casa da Marioneta de Sintra, a Conferência: Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios, tendo como orador o Ministro da Cultura e das Industrias Criativas de Cabo Verde, Dr. Abraão Vicente e como anfitrião o Presidente da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra, Arqº Carlos Casimiro. Presente o Sr. Embaixador de Cabo Verde, Dr. Eurico Monteiro e outras individualidades.
As fotografias que aqui deixo retratam as várias actividades deste dia de sábado que se realizaram entre a Quinta do Castelo- Consolata e a casa da Marioneta, como atrás já referi, sob vários temas, um dos quais o "Fado e Morna - Alma de Dois Povos Irmãos" por Jorge Trigo, para culminar com a actuação de dois grandes contadores de estórias...Stória...Stória, Valter Peres dos Açores e Vitor Fernandes de Trás-os-Montes.  

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios2.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios3.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios4.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios5.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios6.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios7.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios8.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios9.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios10.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios11.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios12.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios13.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios14.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios15.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios16.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios17.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios18.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios19.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios20.jpg

Aqu'Alva Stória - Cultura Cabo-Verdiana: Sonhos e Desafios21.jpg

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 16:13
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Abril de 2018

Aqu'Alva Stória - III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia - Agualva-Cacém

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 1.jpg

Ninguém cala as palavras...
É o mote para iniciar este meu post dedicado ao Aqu'Alva Stória -  III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia, que a Associação RJ ANIMA está a levar a efeito pela 3ª vez consecutiva e que constitui desde a primeira edição um sucesso. Uma aposta ganha!
Este ano, temos como país convidado, Cabo Verde, e a presença do Sr. Ministro da Cultura e das Industrias Criativas de Cabo Verde, Dr. Abraão Vicente, e do Senhor Embaixador de Cabo Verde em Portugal, Dr. Eurico Monteiro, são a confirmação do sucesso e da importância que começa a ter no panorama do 2º maior concelho do país esta iniciativa, e vem dignificar uma freguesia e uma cidade que com o apoio da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra tem vindo a alterar o paradigma de uma cidade que até há bem pouco tempo era apenas considerada um cidade dormitório e um subúrbio de Lisboa. Com vontade e trabalho se vai fazendo o caminho...caminhando!
A inauguração do certame deste ano teve inicio no MU.SA, este sexta feira, e contou com a presença do Sr. Vice-Presidente da Câmara de Sintra, Dr. Rui Pereira, do Presidente da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra, Arqº Carlos Casimiro, do Sr. Ministro da Cultura de Cabo Verde e do Sr. Embaixador, já acima referidos e contou ainda com representantes de Timor, o País convidado na edição do ano passado, e o Dr. Tiago Cardoso da Associação Timorense, Uma Timor-Salurik, a associação parceira do II Encontro, para além de várias personalidades, artistas convidados, e ainda os alunos da Escola Secundária Matias Aires do Curso Profissional de Fotografia que registaram o acto.

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 2.jpg

Adriano Reis, actor e o principal dinamizador, Presidente da RJ ANIMA, um dos "fazedores" da Aqu'Alva Stória. no uso da palavra na sessão de abertura...

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 3 (1).jpg

Dr. Rui Pereira, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Sintra

 

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 4 (1).jpg

Arqº Carlos Casimiro, Presidente da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra, cujo trabalho, disponibilidade e preocupação com a cidade e as pessoas e a ajuda que presta a todas as iniciativas de cariz cultural, irão alterar para sempre e para melhor a nossa cidade! Como diz o Adriano Reis...Estamos Juntos!

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 5.jpg

Dr. Eurico Monteiro, Embaixador de Cabo Verde em Portugal

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 6.jpg

Dra Ana Isabel, convidada  da RJ ANIMA  que dirigiu os trabalhos e conduziu as apresentações. 

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 7.jpg

Adriano Reis

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 8.jpg

 Dr. Tiago Cardoso, da Uma Timor-Salurik e Dr. Rui Pereira

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 9.jpg

Alunos do Curso Profissional de Fotografia, da Escola Secundária Matias Aires, de Agualva e Mira Sintra, e o seu Prof. preparando as máquinas.

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 10.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 11.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 12.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 13.jpg

O Presidente da Assembleia Geral da RJ ANIMA, Prof. Dr. Rui Oliveira, investigador de História, um apaixonado pela Região Sintrense e em particular pela nossa cidade de Agualva-Cacém onde decorre o Aqu'Alva Stória - III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia.

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 14 (4).jpg

 

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 15 (1).jpg

Lucrécia Alves uma activista das artes e da RJ ANIMA

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 16 (1).jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 17 (1).jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 18.jpg

 A presença e a actuação de Ana Sofia Paiva, um grande talento e muito bonita!

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 19 (1).jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 20.jpg

Espantosa a actuação de Gil Moreira com o seu instrumento Etno-Cultural de Cabo Verde, Cimboa, e espantosa a interacção com Ana Sofia Paiva. 

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 21.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 22.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 23 (1).jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 24.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 25.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 26.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 27.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 28.jpg

E um pedaço da "Ribeira das Jardas" para mim... e uma foto clicada pela Rita, finalista do Curso Profissional de Fotografia. 

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 29.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 30.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 31.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 32.jpg

 E porque também é preciso alimento...a comidinha é caseira e confeccionada por gente sábia que mantém a tradição de origem...uma fusão de Cabo Verde e sabores de Timor!

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 33.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 34.jpg

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 35.jpg

 Na foto, Adriano Reis, o Ministro de Cabo Verde, Dr.Abraão Vicente e o Dr. Rui Oliveira.

Aqu'Alva Stória III Encontro Internacional de Narração Oral da Lusofonia 36.jpg

Continua... 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 26 de Março de 2018

E estive lá...XVIII Congresso da FAUL

XVIII Congresso da FAUL1.jpg

Já lá vai o tempo em que publicava aqui nesta minha "janela" as coisas que considerava importantes...e como acho que este Congresso no qual estive presente é importante...aqui ficam as imagens, para que conste e para registo. 
Assim, revendo-me nas palavras de Jorge Coelho, um Histórico do Partido Socialista, que tive o prazer de ouvir a discursar, também eu tenho três terras; Sintra, (Agualva-Cacém), onde vivo há mais de 40 anos, Lisboa, onde trabalhei, e Pomares, Arganil, que é a minha terra! Tive neste sábado a honra de ter participado como "Delegado" no XVIII Congresso Federativo da FAUL que consagrou por uma expressiva votação Duarte Cordeiro como líder para os próximos anos. Pertencer a uma secção que trabalha, está viva e activa, pertencer a uma Concelhia de Sintra que é das maiores e mais importantes do país, enche-me de orgulho e de vontade de continuar a trabalhar para um Partido que faz da Liberdade a sua maior bandeira, e que quer que Portugal seja um país melhor!
A presença de altos dirigentes do PS, a começar pelo 1º Ministro, António Costa, atesta a importância deste Congresso, e a sua realização em Sintra confere a este território a relevância que merece. 

XVIII Congresso da FAUL2 (2).jpg

XVIII Congresso da FAUL3 (2).jpg

XVIII Congresso da FAUL4 (2).jpg

XVIII Congresso da FAUL5.jpg

XVIII Congresso da FAUL6.jpg

XVIII Congresso da FAUL7.jpg

XVIII Congresso da FAUL8.jpg

XVIII Congresso da FAUL9.jpg

XVIII Congresso da FAUL10 (1).jpg

XVIII Congresso da FAUL11 (1).jpg

XVIII Congresso da FAUL12 (1).jpg

XVIII Congresso da FAUL13 (1).jpg

XVIII Congresso da FAUL14 (1).jpg

XVIII Congresso da FAUL15 (1).jpg

XVIII Congresso da FAUL16.jpg

XVIII Congresso da FAUL17.jpg

XVIII Congresso da FAUL18.jpg

XVIII Congresso da FAUL19.jpg

XVIII Congresso da FAUL20.jpg

XVIII Congresso da FAUL21.jpg

XVIII Congresso da FAUL22.jpg

XVIII Congresso da FAUL23.jpg

XVIII Congresso da FAUL24.jpg

XVIII Congresso da FAUL25.jpg

XVIII Congresso da FAUL26.jpg

XVIII Congresso da FAUL27.jpg

XVIII Congresso da FAUL28.jpg

XVIII Congresso da FAUL29.jpg

XVIII Congresso da FAUL30.jpg

XVIII Congresso da FAUL31.jpg

XVIII Congresso da FAUL32.jpg

XVIII Congresso da FAUL33.jpg

XVIII Congresso da FAUL34.jpg

XVIII Congresso da FAUL35.jpg

XVIII Congresso da FAUL36.jpg

XVIII Congresso da FAUL37.jpg

XVIII Congresso da FAUL38.jpg

XVIII Congresso da FAUL39.jpg

XVIII Congresso da FAUL40.jpg

XVIII Congresso da FAUL41.jpg

XVIII Congresso da FAUL42.jpg

XVIII Congresso da FAUL43.jpg

XVIII Congresso da FAUL44.jpg

XVIII Congresso da FAUL45.jpg

XVIII Congresso da FAUL46.jpg

XVIII Congresso da FAUL47.jpg

XVIII Congresso da FAUL48.jpg

XVIII Congresso da FAUL49.jpg

XVIII Congresso da FAUL50.jpg

XVIII Congresso da FAUL51.jpg

XVIII Congresso da FAUL52.jpg

XVIII Congresso da FAUL53.jpg

XVIII Congresso da FAUL54.jpg

XVIII Congresso da FAUL55 (1).jpg

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 22:14
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2018

III Festival de Chocolate de Agualva-Cacém

III Festival de Chocolate Agualva 20181.jpg

Em 2016 escrevia AQUI, que considerava um êxito a 1ª edição deste certame, e na III edição podemos afirmar que já ganhou raízes neste Largo da República, a Praça principal da Cidade de Agualva-Cacém, que este fim de semana se transformou no lugar mais doce do concelho de Sintra. 

Apesar do frio ao final da tarde, o sol brindou-nos neste fim de semana, e permitiu que muitos nos visitassem para saborear muitas guloseimas, onde o chocolate foi rei e senhor...

A aposta deste executivo da Junta de Freguesia em devolver a este espaço a vida que lhe faltava, tem-se revelado uma medida acertada que vem de encontro à população de uma das maiores freguesias do concelho e do país. As Feiras semanais, as Feiras temáticas, a Feira de Maio com a recriação Histórica, tendo por base figuras da História local, cujo levantamento se deve aos Historiadores e investigadores Rui Oliveira e Carlos Leite, que se regem pelo rigor e apoio documental, vem ano após ano acrescentar uma mais valia e uma diferenciação a um território que deixou de ser simplesmente um dormitório. A Cidade de Agualva Cacém, tem vida própria e tem potencial para se afirmar no futuro, porque é este o caminho!

III Festival de Chocolate Agualva 20182.jpg

Nestas duas fotografias, obtidas da torre sineira da Capela do Palácio da Quinta da Fidalga, pode ver-se o bulício cá em baixo, onde, em algumas horas de sábado e domingo, a grande Praça, o Largo da República foi pequeno para tanta gente.

III Festival de Chocolate Agualva 20183.jpg

 E o chocolate foi, e é o tema...não há dúvidas!!!

III Festival de Chocolate Agualva 20184.jpg

E o chocolate também é cor e alegria com as manas Cafi...

III Festival de Chocolate Agualva 20185.jpg

 E apesar da ilusão... o sucesso do Festival é (foi) um êxito...

III Festival de Chocolate Agualva 20186.jpg

E na abertura de sexta-feira contou com a presença do Dr. Rui Pereira, Vice-Presidente da Câmara de Sintra, que acompanhou o autarca local Arqº Carlos Casimiro, na volta pelos diversos stands cumprimentando os expositores.

III Festival de Chocolate Agualva 20187.jpg

III Festival de Chocolate Agualva 20188 (1).jpg

 Aprecia-se...

III Festival de Chocolate Agualva 20189.jpg

 O fascínio dos mais novos...

III Festival de Chocolate Agualva 201810.jpg

 E o sol a cair no horizonte em contraste com a "feira" Festival a encher...

III Festival de Chocolate Agualva 201811.jpg

III Festival de Chocolate Agualva 201812.jpg

 

III Festival de Chocolate Agualva 201813.jpg

 Coisas boas e irresistíveis...

III Festival de Chocolate Agualva 201814.jpg

III Festival de Chocolate Agualva 201815.jpg

III Festival de Chocolate Agualva 201816.jpg

 

III Festival de Chocolate Agualva 201817.jpg

A Colmeia de Mel, uma das melhores Pastelarias cá do burgo e das redondezas, também esteve presente...

III Festival de Chocolate Agualva 201818.jpg

Seguramente uma das melhores ginjas em copinho de chocolate do certame...e a simpatia da D. Cristina, obriga-nos a voltar!

III Festival de Chocolate Agualva 201819.jpg

 A porta de entrada é esta...até para o ano para a IV Edição!

III Festival de Chocolate Agualva 201820.jpg

Mas um ano é muito tempo...vemo-nos na Feira de Maio, aqui, no mesmo lugar, o Largo da República! Até lá!!! 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:52
link do post | comentar | favorito
Domingo, 31 de Dezembro de 2017

Fim do Ano de 2017

Incêndios e Tragédias (1).JPG

Chegámos ao fim do ano de 2017, um ano que ficará na memória de todos nós pelas razões sobejamente conhecidas de todos.
Escolhi esta imagem para o ultimo "post" deste ano fatídico e de sofrimento para muitas das familias da Beira Serra, e escolhia-a porque não sendo da minha terra é como se fosse...foi das imagens que mais me impressionaram ao tentar chegar a Pomares, a minha terra e o meu destino, mas ver Vila Cova de Alva a arder, deixou-me sem palavras e sem ânimo até para continuar a clicar...
Dentro do possível desejo-vos um ano melhor para 2018! 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 18:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

RENASCER!!!

IMG_6000.jpg

Renascer!
Não escrevo nem publico há muito tempo. Mas não vou justificar-me. Até porque não há justificação para tudo...por vezes é porque sim...e por outras, porque não! Não interessa, agora!
Darei algumas justificações mais tarde...se for oportuno. Por agora, direi apenas o seguinte:
-Tenho tido pouco tempo para o Blog, e acuso algum cansaço de andar por aqui há mais de dez anos, por vezes a ser maltratado! Cansa! 
Tenho outros projectos em "andamento na minha cabeça", alguns ficarão apenas pelas intenções, outros, provavelmente irão ser concretizados.

Por agora, e a pedido de alguns amigos e amigas, resolvi dar um novo fôlego ao Blog, até porque as recentes tragédias e acontecimentos na nossa terra e região assim o exigem e justificam. Afinal o Blog " O Rouxinol de Pomares" é a minha janela, e foi daí que saiu o pontapé de saída para que Pomares estivesse na web muito tempo antes do boom das redes sociais...
O Blog, não é sponsorizado por nenhuma entidade, não é subsídio dependente e não é alinhado com interesses particulares, o esforço deve-se apenas ao autor quando percorre dezenas de quilómetros à procura de uma boa fotografia, de um acontecimento, ou de uma simples festa regionalista da nossa terra ou região da Beira Serra.  Em troca, o que pretende dos seus leitores, é apenas um pequeno comentário!
Renasci!

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 22:42
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 29 de Agosto de 2017

Aniversário da Taverna e da Mena!

Taverna dos Trovadores 27º Aniversário.JPG

Fernando Pereira é há mais de 27 anos o rosto da Taverna dos Trovadores, data que festejou com os amigos no dia 9 de Agosto, e onde foi servido um belo jantar com a qualidade que é reconhecida a este estabelecimento de referência em Sintra. Na mesma data festejou-se também ali o aniversário da mana do Boss, Mena Pereira, a voz da Real Companhia, uma das mais belas e límpidas vozes que cantam na língua de Camões. É deste dia que vos falo,  porque para além de serem pessoas fantásticas, o Fernando e a Mena Pereira são também excelentes músicos e interpretes da grande música popular portuguesa, que granjearam o respeito e admiração de muitos nomes sonantes no panorama musical português, que fazem também parte do lote de amigos da Taverna dos Trovadores, e o mesmo é dizer que são amigos do Fernando Pereira, um dos grandes amigos da Serra do Açor, e que a canta vezes sem conta no seu espaço e nos palcos por esse mundo, onde com a mestria do dedilhar da viola vai cantando...nasci em terras de xisto... 
As fotografias que vamos ver retratam uma ínfima parte de uma noite em que se comeu, bebeu, se cantaram os "Parabéns" , se tiraram inúmeras fotografias de família e amigos, e onde se ouviram algumas das melhores vozes "em português", porque quando se juntam os melhores interpretes, os melhores músicos, só pode ser uma noite... maravilha!!!
Parabéns Fernando Pereira, pelo sucesso da tua (nossa) Taverna dos Trovadores, e parabéns Mena, pelo teu aniversário e...é um privilégio ter-vos como amigos!

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (2).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (3).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (4).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (5).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (6).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (7).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (8).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (9).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (10).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (11).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (12).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (13).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (14).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (15).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (16).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (17).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (18).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (19).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (20).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (21).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (22).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (23).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (24).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (25).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (26).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (27).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (28).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (29).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (30).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (31).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (32).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (33).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (34).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (35).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (36).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (37).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (38).JPG

Aniversário da Taverna dos Trovadores e da Mena (39).JPG

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:45
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Agosto de 2017

Soito da Ruiva no HIPPOtrip

Soito da Ruiva no HIPPOtrip (1).JPG

Foi no domingo passado, mas podia ter sido neste domingo,  ou noutro dia qualquer, até podia ter sido hoje, porque o importante são as imagens que vamos ver, e que relatam uma pequena viagem de HIPPOtrip pelas ruas de Lisboa e pelo enorme Tejo, este grande rio que banha Lisboa. Mas o maior feito, é de uma pequena aldeia alcandorada numa encosta da Serra do Açor, que por artes de bem saber estar, de bem saber fazer, de organização e trabalho e de muita humildade, consegue ao longo de muitos anos manter e granjear centenas de amigos que encheram, não um, mas todos os HIPPOtrip, para um passeio, giríssimo, e que aconselho vivamente a quem ainda não o fez. Pelo número de pessoas do grupo até os "HIPPOtrip" ficaram admirados, e estabeleceu-se um recorde! O Soito da Ruiva consegue-me surpreender ainda, e digo isto, porque para quem me segue no Blog há mais de 10 anos, sabe que tenho acompanhado as actividades desta comunidade da minha freguesia com a assiduidade e proximidade que me permite falar com o coração e admirar toda a organização desta população espalhada pela "Margem Sul", mas cujo objectivo é sempre a melhoria da sua aldeia de origem. A coesão, a organização, a entrega dos dirigentes da Comissão de Melhoramentos, tem feito do Soito da Ruiva uma aldeia de referência no panorama do "Movimento Regionalista" no nosso concelho de Arganil, que se reflecte nestas iniciativas ao alcance de muito poucos. Estou grato por vos ter acompanhado, e é com enorme prazer e orgulho que deixo aqui o meu testemunho.

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 10:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 25 de Julho de 2017

Mercearia Solidária em Agualva e Mira Sintra e Jardim Lourdes Récio

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (1).JPG

Sábado passado foi mais um dia grande de concretização de vários projectos que têm vindo a fazer a diferença positiva na nossa freguesia. O Executivo e o Presidente da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra, Arqº Carlos Casimiro, com a presença do Vice Presidente da Câmara,  Dr. Rui Pereira, e do Vereador Dr. Eduardo Quinta Nova, inaugurou-se a Mercearia Solidária, tendo-se associado ao acto populares e residentes, que acompanham a vida da nossa freguesia. Dispondo do apoio de algumas empresas sediadas na nossa freguesia, bem como a colaboração do Banco Alimentar do Departamento de Solidariedade e Acção Social da Câmara Municipal de Sintra, e da Delegação de Agualva-Cacém da Cruz Vermelha, foi possível concretizar este projecto que apoia directamente mais de 80 famílias, um apoio importante em que a Junta de Freguesia se empenhou desde o início do mandato, entregando a cada família, dependendo do seu agregado familiar, bens de primeira necessidade, acrescentando agora uma novidade que é a introdução de uma "moeda fictícia" designada por "Moinhos", que permitirá a cada família poder optar pelo que necessita dentro dos bens de primeira necessidade postos à disposição.

Para além deste apoio, a Junta de Freguesia tem à disposição um pacote alimentar de emergência para quem aí se dirija com fome, não sendo feitas perguntas, mas encaminhando posteriormente o seu problema para o Núcleo de Acção Social para análise, apoio e acompanhamento posterior.

Isto é trabalho, e está bem à vista a preocupação social de quem gere os destinos desta nossa parcela de território, mas o que me espanta é que há quem vote contra estes projectos e não apresente projectos alternativos!!!
As imagens seguintes referem-se à inauguração da Mercearia Solidária, que se situa em Mira Sintra, bem como à inauguração de um espaço transformado em Jardim, que honra a cidadã Lourdes Récio, associativista e activista social,  e que vem tornar um espaço muito mais agradável e cuidado, à toponímia de uma rua que tomou o nome de um cidadão que se distinguiu pelo associativismo e pela causa humanitária dos Bombeiros, e ainda uma outra rua em Agualva, com o nome de Lino Ribeiro Pacheco, cidadão de mérito e autarca, como consta da placa toponímica...e em ambos os locais vi lágrimas de saudade por estes cidadãos, é porque deixaram saudades...
E assim se vai construindo a cidade!!!

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (2).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (3).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (4).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (5).JPG

O Dr. Eduardo Quinta Nova, com exemplares de "Moinhos"

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (6).JPG

Com uma nota de "Moinhos"

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (7).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (8).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (9).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (10).JPG

 Em direcção ao Jardim Lourdes Récio, pelas ruas de Mira Sintra.

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (11).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (12).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (13).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (14).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (15).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (16).JPG

 

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (17).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (18).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (19).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (20).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (21).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (22).JPG

Arqº Carlos Casimiro e D. Lourdes Récio

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (23).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (24).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (25).JPG

Inaugurações Mercearia Solidária Jardim e Toponímia (26).JPG

 

Toponímia de Rua....JPG

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:31
link do post | comentar | favorito

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A Tragédia Fez um Ano!!!

. 2º Festival de Sopas - Ag...

. IX Encontro de Folclore R...

. Aqu'Alva Stória - III Enc...

. Aqu'Alva Stória - III Enc...

. E estive lá...XVIII Congr...

. III Festival de Chocolate...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.A ver

online

.Visitas

conter12

.últ. comentários

Bom, se já tivesse reparado bem, as folhas das car...
Anónimo? Então esqueci-me de assinar.OdeteOdete Fr...
Bela sequência de fotos .de uma tarde de folclore ...
Amigo, António Manuel Silva,não é segredo para ni...
O amigo, está em todas e mais diversas páginas cul...
Estive em Setembro em Pomares, terra de alguns dos...
Por este e por outros motivos, 2017 não deixa saud...
Bom Ano de 2018 e muita saúde para si e todos os f...
Li. Entendi. Continue.Abracinhos. 🙅
Renasceremos todos.Feliz Natal e um 2018 repleto d...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.