Sábado, 21 de Fevereiro de 2009

Porque Não ?

 

Sempre que passo aqui e olho para este edifício que ocupa uma área considerável, onde outrora se guardavam as juntas de bois e demais utensílios de lavoura da proprietária Quinta da Marquesa de Pomares, não me sai da cabeça que está aqui uma das alternativas a uma sede comum a todas as colectividades pomarenses. Pela área, pelo local e pela centralidade.
Os tempos são compostos de mudança e face aos padrões actuais, e do meu ponto de vista, a sede da Filarmónica de Pomares não reúne hoje as condições para festejos que outrora lá foram feitos. O local não permite o estacionamento automóvel e ainda tem demasiadas escadas de acesso difícil para gente mais idosa. Também constatei há bem pouco tempo que não reúne as melhores condições acústicas para a prática que lá é exercida. Tendo em consideração também que o “pavilhão” da SMP, mesmo com a actual cobertura e até com futuras paredes,  jamais reunirá condições para eventos no Outono e Inverno por estar numa zona pouco exposta ao sol e junto a um leito de rio e consequentemente a zona mais fria de Pomares. Considerando ainda que a sua acústica por erro estrutural também não será nunca aceitável. Considerando que embora inactivo tem um Grupo Desportivo que ocupa uma área que lhe foi destinada no edifício da JFP. Considerando os números dos residentes em Pomares. Considerando ainda uma série de factores que não enunciarei aqui por ser exaustivo, penso que a solução estaria na união de todas as colectividades e numa sede única com as condições necessárias para eventos à altura e dimensão da terra e de quem nos visita, dada a aposta turística que se tem vindo a criar em Pomares. É por isto que tenho defendido que os dinheiros, quer da Sociedade de Melhoramentos de Pomares, quer públicos poderiam ser melhor aplicados. E a serem aplicados mais dinheiros sem ter em conta outras opiniões e alternativas é hipotecar cada vez mais o futuro das colectividades pomarenses.
Mas se este cenário não for possivel num prazo razoável, ainda há outras alternativas! Tudo é possível, se houver boa vontade e empenho.
Em conversas de café e em artigos na imprensa local (Arganil) há uns tempos atrás abordou-se a temática de um Lar para Pomares, estou de acordo e…não poderia ser ali?
 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 01:01
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De O Serrano a 21 de Fevereiro de 2009
Ora aí está mais uma vez uma ideia como deve de ser. Amigo Rouxinol de Pomares sabemos que nem sempre podemos agradar a toda a gente, mas admiro-lhe a coragem de divulgar as suas ideias e eu estou em crer que um dia dar-lhe-ão a devida importãncia e razão. Só interessa a uns quantos perpectuar as coisas conforme estão, Pomares não tem gente em quantidade que justifique tantas colectividades e assiste-se a uma dispersão de esforços. Quanto a um lar, também acho que faz falta, e penso que Pomares é das poucas freguesias das redondezas e do concelho a não ter um lar e os nossos idosos da freguesia escusavma de estar espalhados pelas várias terras á volta, aqui sempre se sentiriam em casa e isso quer queiram ou não é proporcionar melhores condições de vida. E aquele local ali era bem aproveitado, não tenho a menor dúvida.
De Fio de Prumo a 21 de Fevereiro de 2009
Sinceramente que já nem sei se estou admirado ou não por ver que os comentários sobre este tema são poucos em comparação com comentários de mal dizer, eu próprio também entro neles, mas acho que este tema que o Rouxinol de Pomares abordou é um tema que nos deve merecer alguma reflexão. A ideia em si não é mal pensada e traduz pelo menos à partida que este pensar é de uma pessoa que gosta de Pomares e das várias colectividades e quer achar um novo dinamismo e uma nova realidade. Também acho que as instituições se deviam fundir, mas prevalecendo sempre as actividades distintas. No fundo é todos a "remar" para o mesmo lado. É preciso amadurecer a ideia e indo despertando consciências. Gostei da ideia. Força.
De Toupeira Voadoura a 21 de Fevereiro de 2009
Hei, afinal não era hoje a assembleia da Sociedade de Melhoramentos de Pomares? Alguém sabe alguma coisa? Há novidades ou nem por isso? Há festas de carnaval aí na terrinha ou nem por isso?
Gostei da ideia. Ao menos o Rouxinol de Pomares tem ideias, agora os outros nem isso, santa miséria.
De JERICÓ a 22 de Fevereiro de 2009
A ideia do Rouxinol, é excelente sim!...mas, ideias só, não chega...é preciso também partir para a pratica, com as ideias!...quanto haver um só espaço para todas as colectividades, acho justo, afinal seria menos dispendioso nos orçamentos de cada uma... o "pavilhão" pode não estar á vontade de todos...e até não estar enquadrado na paisagem...,mas não deixa de ser necessário, para eventos como: bailes, espectáculos, casamentos e outras festas de grande afluência de pessoas(normalmente estas festas ocorrem mais no verão)... é um espaço á altura, até porque há muitos lugares de estacionamento...era bom que comentaristas anteriores também dessem uma ajuda, para levar esta ideia do Rouxinol, para a pratica, e não passar SÓ por mais uma ideia...Pomares precisa de ideias novas sim, mas que também sejam postas em pratica... ontem, ouve sim a assembleia da SMFP,mas não sei de novidades porque não estive presente...TODOS UNIDOS POR POMARES!!!
De rouxinoldepomares a 22 de Fevereiro de 2009
Meu caro JERICÓ, não me é possivel de momento "dissecar" o conteúdo deste e dos outros comentários, mas mais logo faço questão de o fazer. Agora vou ter de me ausentar. Até logo.
De rouxinoldepomares a 22 de Fevereiro de 2009
Meu caro JERICÓ, como o prometido é devido, cá estou!
Eu sei que as ideias só não chegam, mas concordará que temos que começar por algum lado e esse lado convém que seja o início e nestas coisas o inicio são sempre ideias, quer queiramos quer não. Por vezes por passarmos à prática sem termos ideias concretas, regra geral cometem-se erros, muitas das vezes de difícil resolução ou emenda. E essas ideias, quanto mais pessoas as conhecerem e as debaterem melhor será. Tenho consciência que não será fácil concretizar aquilo, que no fundo, acabo de propor, mas não tenho qualquer dúvida que será o caminho a seguir para bem das instituições e de Pomares. As ideias são como a fruta, só são boas depois de amadurecerem naturalmente, porque se amadurecerem artificialmente sabemos que não têm o mesmo sabor. Assistimos hoje através dos “midia” que gigantes da indústria tiveram que criar sinergias e parcerias com outros para sobreviverem. Dentro da indústria automóvel é sabido que já há muitos anos que eles trocam plataformas, motores etc. A Peugeot e Citroen partilham há muito os motores e constituem eles próprios o Grupo PSA. Aquilo que apresento não é nada novo é apenas uma medida de gestão que visa fortalecer as instituições e a nossa terra, Pomares. Eu não defendo à partida que as colectividades se fundam numa só, mas defendo que devem ter um espaço comum, uma “casa” comum. A participação e a percentagem de posse pode e deve ser discutida e encontrada uma forma de entendimento, que me parece não ser difícil arranjar esse equilíbrio.
Quanto ao pavilhão, esse é outro assunto. O pavilhão não tem servido para o que foi criado, desporto! É evidente que não está a mais. Pessoalmente não estou contra a sua cobertura, mas o palco foi desnecessário. Já expressei aqui no blog, por várias vezes a minha opinião, mas… Vejamos:
- O salão da JFP tem um palco.
- O salão da sede da Filarmónica (URMP) tem um palco.
- O “pavilhão” tem um palco.
- O largo principal de Pomares tem um coreto.
Parece que vivemos numa terra em que eventos culturais não faltam e que festas são mais que muitas. Na realidade há mais palcos do que festas. Mesmo no “pavilhão”, e em pleno verão, com gente no parque de campismo e de férias, quantas festas aí se realizaram que tiveram mais de 200 pessoas? Ao que sei só com a organização particular, do Gabriel, quando aí foi o Quim Barreiros e nessa altura o palco não estava feito, nem o pavilhão coberto. Mesmo o ano passado quando actuou o Grupo Alta Frequência, não o fez no palco nem foi utilizado o pavilhão. Para casamentos duvido que as pessoas lá se venham a sentir confortáveis. Ainda não houve lá nenhum. E quanto ao estacionamento só se for no relvado do campo de futebol é que há muito espaço para o efeito! E quem pensar em festas de grande afluência de gente então nem o pavilhão chegará. O melhor mesmo é ver a realidade e essa passa por tentar dinamizar Pomares não só no verão, vejam o que as outras terras fazem fora da época estival! Continuo a dizer que em Pomares faz falta um espaço que possa acolher 200 a 250 pessoas, que sirva de sede a todas as organizações da terra e que seja polivalente em termos de verão ou de inverno, até porque atendendo á média etária da nossa população, dificilmente se pode organizar algum evento fora do verão lá no pavilhão. Seria exaustivo continuar a argumentar, mas ainda há muitos mais “pontos” a favor da ideia que defendo e a seu tempo quem quiser discutir ideias para o futuro de Pomares, eu estou disponível e se me conseguirem explicar que estou enganado e que têm melhor alternativa, eu aceito essa ideia e defendê-la-ei. Não me considero obtuso.
Até lá, peço apenas a quem tem que tomar decisões, que quando as tomar pese os prós e os contras e não olhe só para o umbigo.
Já vai longa a prosa, mas gostei de…TODOS UNIDOS POR POMARES.
Um abraço.
De Toino da Machôa a 22 de Fevereiro de 2009
Boa tarde sr. rouxinol e boa tarde a todos os pomarenses.
Hoje é domingo gordo e o sol convidava, e estive um bocadito sentado lá no largo e comentava-se muita coisa, por lá. Sr. rouxinol a sua ideia é uma ideia boa, mas eu não acredito que seja possivel para já fazer isso, enquanto houver em Pomares gente que pensa pequeno mas que quer manter a sua pequenês e almoçar á "borliú" e outros sempre vão lucrando, sabe como é. Para um lar até que dava e ali até nem era mau, bons acessos etc., mas ainda não há projecto nenhum e a vontade e expediente político não passa de uns escritos nos jornais cá do concelho. E a sociedade de melhoramentos, segundo ouvi dizer, com o andamento que leva também já está mais muribunda do que viva, acho que ontem o presidente da assembleia da sociedade até apresentou a demissão por carta e tudo. A minha Felismina diz que fica à espera que as noticias de pomares digam alguma coisa para a gente saber, porque o correspondente andava lá a tomar nota, segundo ouvi dizer lá no pontão e parece que também que os "coronéis" na falta de membros da assembleia auto-elegeram-se e aí vai reunião. Como vê sr. rouxinol, com gente assim é dificil avançar para algum lado. Olhe a minha Felismina diz que tem que ter paciência e fé pode ser que algum dia se consiga fazer alguma coisa.
Daqui da Machôa, boa tarde a todos que ainda tenho que ir dar de comer aos coelhos.
Toino da Machôa

Comentar post

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. VII Capítulo da Confraria...

. Em Fátima a 13 de Maio

. Mostra de Ensino Profissi...

. A Tailândia na ARPIMS de ...

. Sra Ministra da Saúde em ...

. 2º Grande Prémio de Atlet...

. Festa Socialista em Aveir...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Comprei esta variedade nos Viveiros Valter.
Não deve ser fácil encontrar uma videira desta cas...
Ando à procura de um par de pés desta casta, mas n...
Também tenho uma de quando andava na v
Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...
A Quinta da Marqueza encontra-se para venda ?

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.