Quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

Da Minha Janela

 

Estou à janela e sinto os frios que se aproximam. No ar cheira a fumo. Na estrada nem um automóvel, nem vivalma. O silêncio é cortado pelo som da água da ribeira que corre ao seu destino.  Pouco passa das dez da noite, e o contraste é gigantesco se comparado com o bulício à mesma hora nas grandes cidades. São dois mundos diferentes que se movem a velocidades também diferentes. É a minha terra e gosto dela assim mesmo.

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 00:55
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Luis antunes a 4 de Novembro de 2009
É verdade
na minha aldeia não é diferente
Nota se que a diferença da azáfama , ruido e cheiros para os grandes meios urbanos é de uma grandeza enorme mas para melhor. o problema é que nem todos podem gozar esse sossego. Não há forma de subsistência e toda a gente é obrigada a procurar em locais desenvolvidos.
Por isso as nossas aldeias estão a ficar velhas e desertas
Mas é muito bom Viver numa aldeia como a minha
um abraço
De andorinha de pomares a 4 de Novembro de 2009
Oh!
Que romântico!
Só eu não tenho uma janela com tal panorama...
De joao antoniosilva a 4 de Novembro de 2009
pois é amigo António não deixa de ser sublime o que vê e sente e nesse cheiro característico da lenha a arder nas lareiras certamente notará o cheiro a caruncho das casas fechadas, o prenuncio da morte destas aldeias serranas, tão bonitas e tão vazias de gente!
Um grande abraço
João Silva
De Toino da Machôa a 4 de Novembro de 2009
Boa noite. sr. rouxinol e boa noite a todos os pomarenses. Ainda é cedo mas já escureceu á muito e como já botei o gado na loja, mesmo mancando cá vou indo com a ajuda de uma moleta que me emprestaram lá no hospital, e a minha Felismina anda ali atrás de uma galinha que deu em fugir, não venha por aí a raposa matreira e nos dê cabo dela. É que a ferrar-lhe o dente que seja a gente e uma canjinha de galinha agora que vem aí o frio e um homem já está a ficar mais velho cai sempre bem e depois com um quartilho de tinto até se vai mais sussegado para a deita. Sr. rouxinol eu por aqui na Machôa não tenho uma vista assim, é tudo escuro que nem breu, a mim não me puseram nem me prometeram luz no caminho, e então agora depois das nove da noite nem um carrito passa ali em frente na estrada de avô. Aqui na quinta o que me vale é o gerador a gasoil e para guardar aqui a casa e os haveres, que são poucos não há nada melhor que o meu canito Zeca Diabo que é danadinho para espetar o dente nos fundilhos de algum meliante mais afoito e sem vergonha. Sr, rouxinol eu já percebi que o sr. está por cá, não se faça rogado e venha até aqui á Machôa que eu e a minha Felismina temos umas novidades para lhe dar, é que passou por aqui o meu compadre Zeferino que nos trouxe umas novidades fresquinhas que nem um repolho que andam lá no povo.
Daqui da Machôa, boa noite a todos, que tenho que ir fechar as janelas e deitar de comer ao canito.
Toino da Machôa
De MARIA DA CONCEIÇÃO CRUZ a 4 de Novembro de 2009
Lembro-me que o ano passado fui até ao ALGARVE quatro dias para aliviar do stress, quando vim de lá ainda vinha mais stressada do que fui, foi engraçado porque é sempre bom conhecer novos horizontes, novas paragens, novos caminhos, diferentes ambientes, mas quem me tirar a minha querida Terra NÃO SEI NÃO...... Na minha opinião a nossa vida não passa de um sonho porque um dia tudo acaba, uns tem a sorte de o realizar o melhor possível, outros quando dão por isso já nem tem tempo sequer para um adeus. Á vida é mesmo assim. Por isso há que aproveitar bem este sonho e não o desperdiçar...... Por isso há que acabar com os atentados ambientais tais como: destruição das florestas (como por ex. À Amazónia que é o pulmão do mundo), à poluição dos rios e oceanos, com a poluição da atmosfera o buraco do ozono é cada vez maior ...... Com estas evidencias todos os nossos sonhos vão acabar por ir por água abaixo, e é nas grandes cidades que já se esta a começar de notar este desequilibrou. É uma pena que daqui a uns anos POMARES não possa fugir deste destino.....É tão bom ver as estrelas a senti lar , ver o sol brilhar , acordar pela manhã e o ar puro respirar, pela noite ver o luar..... Por enquanto ainda dá para em POMARES sonhar. É uma pena que sejamos nós a escrever os nossos próprios destinos porque é impossível no nosso mundo viver sem água e sem ar....... O MUNDO VAI-SE TORNAR INSUSTENTAVEL....... HÁ QUE PENSAR........
De bcmantunes a 4 de Novembro de 2009
Ora viva, amigo António Manuel,
os meus cordiais cumprimentos.
Seria mais agradável se toda a iluminação estivesse como no Outeiro... Com luz assim, está bem. É difícil arranjar programa para o serão. Já não há milho para debulhar. Feliz de quem pode escutar o "cantar" da água na rebera! Isso é que é qualidade de vida! Até os tímpanos duram mais uns anos a permitirem boa audição. A velocidade rural é mais saudável do que a urbana. À noite também se ouve a Coruja... É engraçado como há ruídos que se impõem... Como o da água na ribeira.
Caríssimo, António,
aquele abraço,
Belchior Madeira Antunes
De Anónimo a 10 de Novembro de 2009
De Dulce Duarte
Boa noite sr. António
Cá volto de novo, depois desta ausência forçada que me levou à minha terra, não posso negar que Lisboa é a minha terra, a grande selva, só de pensar em lá ir fico logo stressada e como fui lá duas vezes no espaço de um mês, fiquei de rastos com tanto stress.
Graças a Deus que da minha janela, aqui na sua terra, minha de coração, também não vejo vivalma, sinto o frio gelado da noite, mas tenho o coração quente, cheio de amor por estes montes em frente à minha janela, a ribeira, mesmo pluída tem um son que chega como uma melodia aos meus ouvidos, o silêncio dá-me paz de espírito e as folhas caídas côr de fogo aquecem-me a alma SOU FELIZ
Um abraço amigo
DULCE DUARTE
De rouxinoldepomares a 10 de Novembro de 2009
Seja bem vinda. Já tinha notado a sua ausência.
Foram frases infelizes que lhe dirigiram pois para uma região em processo acelerado de desertificação todos aqueles que escolhem Pomares como sua terra são bem vindos.
Um abraço e os meus cumprimentos
António Manuel Silva

Comentar post

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 38 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. VII Capítulo da Confraria...

. Em Fátima a 13 de Maio

. Mostra de Ensino Profissi...

. A Tailândia na ARPIMS de ...

. Sra Ministra da Saúde em ...

. 2º Grande Prémio de Atlet...

. Festa Socialista em Aveir...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Caro amigo Rouxinol!Sou de Barcelos, e pergunto-lh...
Estimado Rouxinol de Pomares, Sempre Presentes ond...
Porque os meus diospiros fau fau caem ainda pequen...
Meu caro Fábio Cezar. O meu Blog está, digamos, em...
Fazendo uma visita a esta página e fiquei com água...
Viveiros Valter
Será que já ninguém sabe a diferença entre diâmetr...
Comprei esta variedade nos Viveiros Valter.
Não deve ser fácil encontrar uma videira desta cas...
Ando à procura de um par de pés desta casta, mas n...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.