Quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

Da Minha Janela

 

Estou à janela e sinto os frios que se aproximam. No ar cheira a fumo. Na estrada nem um automóvel, nem vivalma. O silêncio é cortado pelo som da água da ribeira que corre ao seu destino.  Pouco passa das dez da noite, e o contraste é gigantesco se comparado com o bulício à mesma hora nas grandes cidades. São dois mundos diferentes que se movem a velocidades também diferentes. É a minha terra e gosto dela assim mesmo.

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 00:55
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Luis antunes a 4 de Novembro de 2009
É verdade
na minha aldeia não é diferente
Nota se que a diferença da azáfama , ruido e cheiros para os grandes meios urbanos é de uma grandeza enorme mas para melhor. o problema é que nem todos podem gozar esse sossego. Não há forma de subsistência e toda a gente é obrigada a procurar em locais desenvolvidos.
Por isso as nossas aldeias estão a ficar velhas e desertas
Mas é muito bom Viver numa aldeia como a minha
um abraço
De andorinha de pomares a 4 de Novembro de 2009
Oh!
Que romântico!
Só eu não tenho uma janela com tal panorama...
De joao antoniosilva a 4 de Novembro de 2009
pois é amigo António não deixa de ser sublime o que vê e sente e nesse cheiro característico da lenha a arder nas lareiras certamente notará o cheiro a caruncho das casas fechadas, o prenuncio da morte destas aldeias serranas, tão bonitas e tão vazias de gente!
Um grande abraço
João Silva
De Toino da Machôa a 4 de Novembro de 2009
Boa noite. sr. rouxinol e boa noite a todos os pomarenses. Ainda é cedo mas já escureceu á muito e como já botei o gado na loja, mesmo mancando cá vou indo com a ajuda de uma moleta que me emprestaram lá no hospital, e a minha Felismina anda ali atrás de uma galinha que deu em fugir, não venha por aí a raposa matreira e nos dê cabo dela. É que a ferrar-lhe o dente que seja a gente e uma canjinha de galinha agora que vem aí o frio e um homem já está a ficar mais velho cai sempre bem e depois com um quartilho de tinto até se vai mais sussegado para a deita. Sr. rouxinol eu por aqui na Machôa não tenho uma vista assim, é tudo escuro que nem breu, a mim não me puseram nem me prometeram luz no caminho, e então agora depois das nove da noite nem um carrito passa ali em frente na estrada de avô. Aqui na quinta o que me vale é o gerador a gasoil e para guardar aqui a casa e os haveres, que são poucos não há nada melhor que o meu canito Zeca Diabo que é danadinho para espetar o dente nos fundilhos de algum meliante mais afoito e sem vergonha. Sr, rouxinol eu já percebi que o sr. está por cá, não se faça rogado e venha até aqui á Machôa que eu e a minha Felismina temos umas novidades para lhe dar, é que passou por aqui o meu compadre Zeferino que nos trouxe umas novidades fresquinhas que nem um repolho que andam lá no povo.
Daqui da Machôa, boa noite a todos, que tenho que ir fechar as janelas e deitar de comer ao canito.
Toino da Machôa
De MARIA DA CONCEIÇÃO CRUZ a 4 de Novembro de 2009
Lembro-me que o ano passado fui até ao ALGARVE quatro dias para aliviar do stress, quando vim de lá ainda vinha mais stressada do que fui, foi engraçado porque é sempre bom conhecer novos horizontes, novas paragens, novos caminhos, diferentes ambientes, mas quem me tirar a minha querida Terra NÃO SEI NÃO...... Na minha opinião a nossa vida não passa de um sonho porque um dia tudo acaba, uns tem a sorte de o realizar o melhor possível, outros quando dão por isso já nem tem tempo sequer para um adeus. Á vida é mesmo assim. Por isso há que aproveitar bem este sonho e não o desperdiçar...... Por isso há que acabar com os atentados ambientais tais como: destruição das florestas (como por ex. À Amazónia que é o pulmão do mundo), à poluição dos rios e oceanos, com a poluição da atmosfera o buraco do ozono é cada vez maior ...... Com estas evidencias todos os nossos sonhos vão acabar por ir por água abaixo, e é nas grandes cidades que já se esta a começar de notar este desequilibrou. É uma pena que daqui a uns anos POMARES não possa fugir deste destino.....É tão bom ver as estrelas a senti lar , ver o sol brilhar , acordar pela manhã e o ar puro respirar, pela noite ver o luar..... Por enquanto ainda dá para em POMARES sonhar. É uma pena que sejamos nós a escrever os nossos próprios destinos porque é impossível no nosso mundo viver sem água e sem ar....... O MUNDO VAI-SE TORNAR INSUSTENTAVEL....... HÁ QUE PENSAR........
De bcmantunes a 4 de Novembro de 2009
Ora viva, amigo António Manuel,
os meus cordiais cumprimentos.
Seria mais agradável se toda a iluminação estivesse como no Outeiro... Com luz assim, está bem. É difícil arranjar programa para o serão. Já não há milho para debulhar. Feliz de quem pode escutar o "cantar" da água na rebera! Isso é que é qualidade de vida! Até os tímpanos duram mais uns anos a permitirem boa audição. A velocidade rural é mais saudável do que a urbana. À noite também se ouve a Coruja... É engraçado como há ruídos que se impõem... Como o da água na ribeira.
Caríssimo, António,
aquele abraço,
Belchior Madeira Antunes
De Anónimo a 10 de Novembro de 2009
De Dulce Duarte
Boa noite sr. António
Cá volto de novo, depois desta ausência forçada que me levou à minha terra, não posso negar que Lisboa é a minha terra, a grande selva, só de pensar em lá ir fico logo stressada e como fui lá duas vezes no espaço de um mês, fiquei de rastos com tanto stress.
Graças a Deus que da minha janela, aqui na sua terra, minha de coração, também não vejo vivalma, sinto o frio gelado da noite, mas tenho o coração quente, cheio de amor por estes montes em frente à minha janela, a ribeira, mesmo pluída tem um son que chega como uma melodia aos meus ouvidos, o silêncio dá-me paz de espírito e as folhas caídas côr de fogo aquecem-me a alma SOU FELIZ
Um abraço amigo
DULCE DUARTE
De rouxinoldepomares a 10 de Novembro de 2009
Seja bem vinda. Já tinha notado a sua ausência.
Foram frases infelizes que lhe dirigiram pois para uma região em processo acelerado de desertificação todos aqueles que escolhem Pomares como sua terra são bem vindos.
Um abraço e os meus cumprimentos
António Manuel Silva

Comentar post

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 38 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. VII Capítulo da Confraria...

. Em Fátima a 13 de Maio

. Mostra de Ensino Profissi...

. A Tailândia na ARPIMS de ...

. Sra Ministra da Saúde em ...

. 2º Grande Prémio de Atlet...

. Festa Socialista em Aveir...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Obrigado caríssimo amigo.Um grande abraçoJá enviei...
Olá Afonso !!!Esse número que você passou tem what...
Caro Joaquim Pereira Matos, bom ano!Há muito que t...
Boa noite gostava entrer em contacto com à Senhora...
Caro amigo Rouxinol!Sou de Barcelos, e pergunto-lh...
Estimado Rouxinol de Pomares, Sempre Presentes ond...
Porque os meus diospiros fau fau caem ainda pequen...
Meu caro Fábio Cezar. O meu Blog está, digamos, em...
Fazendo uma visita a esta página e fiquei com água...
Viveiros Valter

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.