Domingo, 26 de Dezembro de 2010

A Fogueira de Natal em Pomares e Agroal

 

É dia de Natal, e ao Adro a Fogueira de Natal ainda arde depois de uma noite a consumir os cepos que ali foram colocados para o efeito.  Tal como acontece há muitos e muitos anos, prova que nas nossas aldeias o Natal ainda conserva muito das tradições desta época.

Aqui vos mostro estas imagens das Fogueiras de Natal em Pomares e Agroal, que retratam um pouco da vida das nossas aldeias! Que para o ano haja Fogueiras de Natal que nos aqueçam a alma e nos tragam dias de esperança!

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 00:37
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Anónimo a 26 de Dezembro de 2010
Obrigadinho senhor Rouxinol ,por este presente, se não fosse o senhor eu não via a fogueira da minha terra e muito menos a do Agroal , parabéns aos inventores, Menino JESUS!!! dá-lhe saúde, para estes continuarem a zelar pelo Bem da nossa terra, quer nas iniciativas quer numa união fraterna , para o bem de Pomares e dos seus habitantes, são poucos e divididos não se chega a lado nenhum, acabem com o bota abaixo, estes! só servem para destruir. Um abraço para todos um ano novo Feliz, que em Pomares reine a paz a esperança e a união no futuro.
De Toino da Machôa a 26 de Dezembro de 2010
Boa noite sr. rouxinol e boa noite a todos os pomarenses. Eu mais a minha Felismina queremos desejar aos pomarenses que tenham tido um natal feliz e que o ano novo que aí vem lhes traga tudo de bom e para alguns cá da terra que o novo ano lhes traga um sorriso, um penteado novo e menos azedume porque eu bem estive por lá quando andaram a acartar os rolos e a botar-lhe o lume e bem ouvi as conversas. A minha Felismina é que diz que o que importa é a fogueira fazer-se e os choiriços a assar e o vinho e as cervejolas a escorregar, o resto há-de arder na fogueira das profundezas do inferno, a má lingua,a lingua invejosa claro.
Está cá a cair uma camada de geada que o melhor é eu ir pra dentro aquecer-me á fogueira e comer uma malga de caldo que um homem até ainda anda enjoado do bacalhau das filhoses e dos fritos.
Daqui da Machôa, boa noite a todos.
Toino da Machôa
De bcmantunes a 27 de Dezembro de 2010
Viva, meu caro amigo António Manuel Silva, cordiais cumprimentos.
Que a fogueira de Natal se repita todos os anos.
Em duplicado, triplicado o que for... Que se repita!
Carísimo António Manuel Silva, obrigado por tudo, continuação de Boas Festas.
Saudações Natalícias,
Belchior Madeira Antunes
De Anónimo a 27 de Dezembro de 2010
Parabéns aos jovens Pomarenses , parabéns à J.F.P. por ter disponibilizado a sua camioneta para o transporte da lenha, parabéns também para o funcionário motorista que abdicou do seu dia para dar a sua colaboração, se não fossem eles certamente este ano a tradição se perderia por tudo isto o agradecimento de um pacato cidadão pomarense.
De rouxinoldepomares a 27 de Dezembro de 2010
Estão todos de parabéns, mas uns tem obrigação de contribuir e participar (EM TUDO) para que as tradições da nossa aldeia se mantenham. É verdade que a boa vontade sempre ajudou, é verdade que foi sempre o povo que trabalhou... Quando digo que alguns tem a obrigação de contribuir e participar, digo-o na qualidade de autarca da nossa terra! E não é preciso alarde e vangloriar esse feito, aliás a camioneta não é da Junta, é da Freguesia é do Povo e deve estar ao serviço do Povo. É que não basta só dizer que representam o povo de Pomares...
Cumprimentos.
António Manuel Silva
De Prufessor Pardal a 29 de Dezembro de 2010
O que axu mesmo bastamte piada é que nem um daqueles que criticão vi a ajudar a boscar a lenha. E não é só deste ano. Trabalhar esta cieto... eh...eh...
De cristina da costa a 1 de Janeiro de 2011
Gostei tanto de ver que em certas terras da Beira Serra, ainda se metem a fogueira do Natal.
Soube que em Avô, este ano não se fez a fogueira e fiquei muito triste, porque estamos cada vez mais a perder as nossas tradições e até a nossa identidade cultural.

Tenho saudades do tempo em que se fazia a fogueira perto do cruzeiro, da igreja de Avô. A casa dos meus avós ficavam de frente para a fogueira e aos olhos de uma criança, o crepitar da fogueira era um dos sons mais lindos da quadra natalícia .
A minha avó fazia um cafezinho, que depois todos nós bebíamos a volta da fogueira.
Naquele tempo o meu avô, os meus tios e outras pessoas, traziam ramos de silvas, caruma, fetos e grossos trocos e todo isto punham em pinha e acendiam a fogueira que queimava até ao Ano Novo.

Onde andam a "juventude"?

Não deixem morrer a cultura?!!

Comentar post

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. VII Capítulo da Confraria...

. Em Fátima a 13 de Maio

. Mostra de Ensino Profissi...

. A Tailândia na ARPIMS de ...

. Sra Ministra da Saúde em ...

. 2º Grande Prémio de Atlet...

. Festa Socialista em Aveir...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Comprei esta variedade nos Viveiros Valter.
Não deve ser fácil encontrar uma videira desta cas...
Ando à procura de um par de pés desta casta, mas n...
Também tenho uma de quando andava na v
Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...
A Quinta da Marqueza encontra-se para venda ?

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.