Segunda-feira, 27 de Junho de 2011

Festas Populares de Pomares (1)

 

Pareceu-me preferível dividir a festa em várias partes, (postes), dada a quantidade de fotografias a tratar, embora o tema seja um só: A Festa dos Santos Populares (S. João) em Pomares, organizada pela Sociedade de Melhoramentos, a agremiação regionalista mais velha do país.

Como diria um conterrâneo nosso: Nunca se viu nada assim! É verdade, depois de uma série de anos de jejum, a Sociedade de Melhoramentos volta ao Largo do Pontão e faz uma festa com todos os ingredientes, onde não faltaram as fitas e as bandeirinhas coloridas de papel, os comes e bebes, os torresmos, a tigelada, doçaria caseira, a broa, as filhoses, as bifanas, e obviamente a rainha das festas dos santos populares, a sardinha...e se estava boa (!), e ainda barraquinhas com artesanato e produtos regionais. Disso vos darei conta no post seguinte. Agora vamos falar de música. Vamos falar da Filarmónica de Côja que animou e iniciou os festejos, percorrendo as ruas de Pomares e terminando com um concerto no Pontão. 

É público, e não podia deixar de o referir aqui, que a contratação desta excelente Filarmónica de Côja se deveu à recusa da Filarmónica da nossa terra de participar nas festas de Pomares. É público também que a direcção da mesma ficou refém da opinião e da recusa de 3 ou 4 elementos em participar nas festas organizadas pela SMP. Obviamente que as pessoas e as organizações são livres de ter os seus próprios critérios de organização, de participarem onde bem entenderem, e recusarem o que bem entenderem. Contudo, parece-me exagerado, e a muitos pomarenses também, a opção de não participar nos festejos organizados pela SMP, até porque foram feitos em espaço publico e não são de todo, particulares, antes são à vista de todos,  e de livre acesso. Razões e vontades de ordem particular jamais se podem sobrepor à vontade colectiva e à obrigação de participação de uma organização, que também é contemplada anualmente com dinheiros públicos. Pomares devia estar em primeiro lugar. Os subsídios atribuídos pela Câmara Municipal de Arganil e pela Junta de Freguesia de Pomares à Filarmónica Pomarense são argumentos mais que suficientes para que não haja recusa de participação em festejos publicos de Pomares, até porque essa participação seria remunerada. Sou sócio e independentemente das razões acho lamentável este comportamento, e temo pelo futuro de uma organização que mostra estas fragilidades.

Escusado será dizer que tudo o que escrevi nada tem a ver com a brilhante execução da Filarmónica de Côja, e as fotografias que se seguem são a prova do acolhimento que os pomarenses fizeram a esta excelente banda musical. Por mim podem vir mais vezes a Pomares!

 

 

A passar ao Pontão...

 

 

À entrada...

 

 

Às Casas Cimeiras...

 

 

À capela...

 

 

Ao adro...

 

 

Um jovem maestro...

 

 

Jovens...

 

 

Uma banda jovem...

 

 

Excelentes interpretações...

 

 

Com uma temperatura elevada, que o toldo não conseguia de todo evitar, a Filarmónica manteve-se firme...

 

 

 

Perfilaram-se e agradeceram ao nosso conterrâneo e amigo da Filarmónica Dr. Manuel Campos Mendes a recepção que lhes fez em sua casa.

Gostei e registei!

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 03:34
link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De José Cavaca a 27 de Junho de 2011 às 09:05
Amigo António, esqueci dizer que este é um dos melhores "Blogs Jornalísticos" que conheço, é um grande meio de divulgação dessas terras e gentes que tudo merecem. Talvez, se não fosse o Rouxinol de Pomares, eu não teria a sorte de vos conhecer.

Muito obrigado uma vez mais,,, vale a pena viver em Pomares.

José Cavaca
De voz do goulinho a 27 de Junho de 2011 às 11:10
Caro amigo António é de lamentar o comportamento
de elementos da filarmonica que não quizeram actuar na sua propria terra é vergonhoso tal comportamento esses senhores não merecem a farda que vestem os restantes elementos que ficaram refens de tal atitude devem de rever a posição em reunião e chamar esses senhores á razão porque tal atitude envergonha os pomareses.
De Lina a 27 de Junho de 2011 às 11:54
Tiveram realmente uma postura exemplar. Parabéns
De Vitor Andrade a 27 de Junho de 2011 às 13:23
Boa tarde António!

Fico muito satisfeito pelo desenvolvimento cultural e associativo que a Sociedade de Melhoramentos desenvolve e nos apresenta.

Como não podemos estar na aldeia sempre que nos apetece, não foi possível estarmos presentes como deve calcular.

Mas cá por baixo (Lisboa) estamos sempre com Pomares (e a Barroja) no pensamento e ansiosos por ver este excelente blog que é uma excelente montra do melhor que se faz no Concelho de Arganil e na freguesia de Poamres, a todos os níveis das mais diversas áreas.

Neste Domingo estivemos na FIA 2011 (Feira Internacional do Artesanato) onde fomos ver um dos ícones da nossa freguesia e quase que me atrevo a dizer do nosso concelho. Refiro-me ao Grupo de Danças e Cantares de Soito da Ruiva que estão sempre presentes e dão o seu contributo para levantar mais alto a nossa freguesia (e claro está o concelho de Arganil).

Tem a reportagem fotográfica no nosso blog. Não tem o seu profissionalismo mas penso que é suficiente para quem não pôde estar presente, dar uma espreitadela ao GDCSR.

Aquele abraço.
De Aurora a 27 de Junho de 2011 às 14:20
Dou os meus parabéns à Sociedade de Melhoramentos de Pomares pela iniciativa que teve em organizar esta festa e fico bastante contente por saber que correu muito bem e ao gosto de todos! Contudo, não quero deixar de referir o facto da Filarmónica Pomarense não ter aceite o convite, sobretudo pelo motivo que foi. A Filarmónica é uma colectividade que não pode estar dependente da vontade de algumas pessoas. Que motivos assim tão válidos terão esse executantes para se recusarem a tocar em Pomares e nas festas da Sociedade de Melhoramentos? E são assim tão imprescindíveis que levam a que a direcção decida de acordo com a sua vontade? Como sócia lamento esta tomada de posição. As pessoas passam mas as instituições ficam e é por elas e pelo serviço que prestam à população que devemos trabalhar sem dar apoio às mesquinhices de alguns.
De Glória Marques a 27 de Junho de 2011 às 15:39
Boa tarde a todos que visitam este blog. Começo por agradecer à Banda Filarmónica Pátria Nova de Coja pela presença na nossa festinha de São João, a qual nos apresentou um maravilhoso espectáculo , com muita pena minha não haver mais assistência para realmente darem valor merecido, mas como diz o ditado poucos mas bons. Parabéns ao Maestro Professor Daniel e a todos os que nesta tarefa com ele colaboram. Quanto à contracção da Filarmónica união Recreativa Musical Pomarense , aqui não vou comentar nada, como Sócia que sou vou aguardar para uma Assembleia Geral e aí sim, vou querer ser informada a razão porque não aceitaram o contrato para participarem na festa organizada pela Sociedade de Melhoramentos. Deixo aqui uma dúvida tirada a quem a tem... eu Glória Marques não sou SOC.de Melhoramentos ... A penas faço parte da sua direcção e da qual tenho orgulho em pertencer a esta equipe maravilhosa sempre unida nas horas mais difíceis , sempre pronta a lutar pelo melhor para Pomares. Para terminar deixo um agradecimento a todos que participaram e prestaram a sua boa vontade em nos ajudar.
De bcmantunes a 27 de Junho de 2011 às 23:28
Viva, meu caro amigo António Manuel Silva.
Dizer bem, fica bem!
Não é por ficar bem que digo bem! Digo bem porque as pessoas merecem.
Repito-me ao felicitar a direcção da SMP, e todos os colaboradores desta.
Estou certo que a direcção da Filarmónica Pomarense, presidida por quem é, já fez a reflexão apropriada.
A União Recreativa e Musical Pomarense - Filarmónica de Pomares, tem um Estatuto cujo conteúdo deve nortear (honrar) a acção da Direcção.
A liberdade permite a análise das situações mesmo correndo o risco de alguém se melindrar.
- Quem não quer ser lobo não lhe veste a pele.
- Por morrer uma andorinha não acaba a primavera!
Pensem Nisso!
Caríssimo, António Manuel, desejo tudo de bom.
Grande abraço,
Belchior Madeira Antunes
De Teresa Neves a 28 de Junho de 2011 às 00:03
Parabéns à Sociedade de Melhoramentos de Pomares pela iniciativa e desejos de muita força para continuar.
Como Pomarense que me sinto e admiradora assumida da Filarmónica Pomarense, não posso deixar de lamentar a sua recusa na participação desta iniciativa. Quaisquer que sejam os motivos da recusa (os quais desconheço) a nossa Filarmónica "não ficou bem neste retrato". Devemos ser sempre os primeiros a apoiar a nossa terra e nunca esquecer que, apenas as instituições permanecem, as pessoas que as lideram estão só de passagem. O nosso pensamento tem de estar sempre no futuro e no sucesso das nossas colectividades, por isso, como sócios, conterrâneos e/ou amigos, temos o dever de as apoiar.
Força Pomares! Unidos por Pomares!
De Artefacto - Paula Xavier a 28 de Junho de 2011 às 09:41
Parabéns aos responsáveis pela organização aos quais não tenho falhas a apontar.
Gostamos imenso de participar e no próximo ano podem contar de novo com a Artefacto.
De Manuel Campos Mendes a 29 de Junho de 2011 às 16:36
Caro António Manuel:Como já sabes não gosto muito de ser comentarista de blogues,mesmo do teu.
Com a amizade que nos liga, nem sempre estarei de acordo com alguns comentários teus e de outras pessoas que, por vezes, até estão mal informadas sobre assuntos que não conhecem bem.Às vezes, só "de ouvido", as pessoas estão insuficientemente informadas.
A propósito da vinda da Filarmónica Pátria Nova, salientarei a atitude do Maestro Daniel Gonçalves de quem sou grande amigo e apreciador, que me telefonou, logo que a Direcção recebeu o convite, perguntando-me se seria conveniente aceitar, porque havendo Filarmónica em Pomares, e parecendo-lhe que havia qualquer desencontro,não desejavam criar problemas com a congénere. Dar-lhe-ia a resposta passado pouco tempo, depois de ter contactado um dos responsáveis da Filarmónica da nossa terra, que me deu ideia do que se passava e que, com os compromissos assumidos para actuações próximas, poderiam surgir outros problemas.
Transmiti isso mesmo ao Prof. Daniel e só depois disso é que a Pátria Nova aceitou o convite.
Já toda a gente da nossa região a conhece, com elementos muito jovens, mas digna dos maiores encómios tanto no que respeita à sua qualidade musical
como à compostura de todo o grupo.
O pequeno lanche que lhes oferecemos teve apenas a intenção de "aliviar" um pouco a organização da Sociedade de Melhoramentos e a de receber amigos que muito prezamos e que também retribuem.
Sobre a actuação de alguns elementos da Filarmónica de Pomares, êles lá terão as suas razões, que eu não conheço.
De qualquer modo, sempre direi, que uma aldeia pequena como Pomares não pode ter divergências insanáveis entre as suas colectividades.
Pessoalmente, podemos concordar ou não com algumas decisões, ou tomadas de posição que menos nos agradem, mas entre colectividades não pode, nem deve haver "costas viradas". Já somos tão poucos!...
No que respeita às colectividades, elas têm os seus Corpos Gerentes e, entre esses, a Mesa da Assembleia Geral.
A Assembleia Geral é a reunião em que TODOS os sócios podem e devem expressar as suas opiniões e votarem quando forem apresentadas quaisquer propostas.
Normalmente as Assembleias são pouco frequentadas,
mas é nelas que se resolvem os problemas. Ordeiramente, cada um exprime as suas opiniões, inclusivé nas que são para eleição dos Corpos Sociais e é nessas que se decide quem irá orientar e resolver tudo quanto à colectividade disser respeito. As atitudes
dos sócios não podem ser ao gosto de cada um.
Em casos especiais a Asembleia Geral pode sr convocada extraordinàriamente.
Para terminar este já longo arrasoado repito: "Quem manda nas colectividades são os seus sócios",representados pelos que forem eleitos.
Parabéns à Sociedade pela iniciativa e façamos tudo o que for necesário para que sejamos uma aldeia de gente unida.
Com um abraço, as minhas desculpas.
De rouxinoldepomares a 29 de Junho de 2011 às 17:54
Meu caro amigo Dr. Manuel Campos Mendes. É sempre um prazer vê-lo por aqui. Não tem que pedir desculpa por nada! Ora essa!!! Sei que o meu amigo não gosta de fazer comentários aqui no blog, mas deixe-me dizer-lhe que a sua opinião é importante para Pomares, e, como sabe, o meu blog é lido por muitos pomarenses. Arrisco-me a dizer que a maior parte dos pomarenses sabe o que se escreve por aqui!
Estou de acordo e subscrevo as suas palavras “…façamos tudo o que for necessário para que sejamos uma aldeia de gente unida…”.
Na qualidade de autarca, na segunda feira, em Assembleia de Freguesia, abordei o problema da não participação da Filarmónica de Pomares nestas nossas festas, até porque considero que o que se passou é um assunto de interesse para a Freguesia, que ultrapassa o âmbito organizacional daquela colectividade, e como o escrevi, se recebe subsídios de dinheiros públicos permite-me como autarca levar este assunto ao local certo, que é a Assembleia de Freguesia, onde os dois maiores responsáveis da Filarmónica também têm assento. É obvio que estes, e só estes, se manifestaram incomodados com o assunto, e reiteraram que aquilo não é assunto para ser discutido ali (!). Nem eu estava à espera de outra resposta, como é natural! Apenas deixei a minha preocupação pelo sucedido, e como espero, que fique registado em acta.
Alguns pomarenses abordaram-me e o meu amigo foi testemunha disso, para que se fizesse uma acção por forma a suspender as quotas pagas à colectividade, situação que rejeitei de imediato por acreditar que este assunto se resolverá em sede própria. É que estas situações afastam as pessoas e não favorecem a união necessária de todos nós.
Como sou um homem de boa fé, acredito que Pomares ainda vai ser uma aldeia de referência, é esse o meu sonho. As coisas grandes construíram-se com o esforço colectivo.
Um abraço, e eu é que peço desculpa por este “testamentozinho”.
António Manuel Silva

Comentar post

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. VII Capítulo da Confraria...

. Em Fátima a 13 de Maio

. Mostra de Ensino Profissi...

. A Tailândia na ARPIMS de ...

. Sra Ministra da Saúde em ...

. 2º Grande Prémio de Atlet...

. Festa Socialista em Aveir...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...
A Quinta da Marqueza encontra-se para venda ?
Que catastrófe as imagens dão arrepios.bjshttp//bl...
Impressionante! Ainda bem que nada lhes aconteceu.
Parabéns à Junta de Freguesia de Pomares, por as m...
A familia de minha Mãe de apelido Silva Campos é d...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.