Quarta-feira, 13 de Julho de 2011

A Visita a Riachos IV

 

 

Já vimos que nos levantámos cedo para assistir à Missa em Fátima, para ir visitar as Grutas de Alvados, e para estarmos a horas de almoço na quinta dos amigos Barroso em Riachos. Já vimos também as mesas das "entradas" com que fomos recebidos mal entrámos os portões da quinta, e agora vamos à amesendação à sombra de velhas oliveiras e palmeiras que distribuíram sombra para mais de uma centena pessoas.

O que vos vou mostrar aqui e agora é o super almoço, a actuação do Rancho Folclórico de Riachos, a saída de autocarro para ver os imensos campos de milho, os campos de tomates, de pimentos, a ida à Quinta dos Álamos para ver uma exposição de fotografia, e o regresso à quinta dos Barroso para a sopa da pedra, antes de rumarmos a nossas casas, mas também de se ter cantado os parabéns aos amigos Teresa e António José Barroso que fizeram anos de casados, e obviamente que estando por perto a nossa gente de Soito da Ruiva, não poderia ter saído de lá sem se cantar e dançar o Fado Serrano. Palavras para quê? As imagens valem mais do que as palavras!!!

 

Na foto o amigo António José Barroso.

 

 

Carapaus e sardinhas a assar para acompanhar com migas de peixe à moda de Riachos...

 

 

O amigo António José Barroso com uma travessa de sardinhas assadas numa mão, e carapaus na outra...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagens da amesendação...

 

 

A entrada do Rancho Folclórico de Riachos no fim de almoço...

Ver vídeo no post anterior.

 

 

 

De pequenino...

 

 

 

 

 

 

Acabada a actuação, o intervalo para as sobremesas, onde não faltaram os coscoreis  de Soito da Ruiva e os farta rapazes...

 

 

Não resisti ao destaque que me merecem as arvores centenárias...é que elas já contemplaram muita coisa e muita estória de vida...

 

 

Novamente no autocarro para ver os campos...

 

 

...de milho a perder de vista...

100 hectares que produzem muitos milhares de toneladas. Todo da mesma altura e à mesma distância, só possível por ser semeado à maquina, grão a grão, milimetricamente. Um espectáculo e uma coisa que jamais tinha visto ao vivo...

 

 

Os dois autocarros em campo de pimentos..."só" dez hectares...

 

 

E a experiência de ter largado dois autocarros de excursionistas em campo de pimentos e de tomates...tudo a "catar" pimentos, tomates e beringelas para o saco...

Ó amigo António José Barroso, se levar lá malta assim mais vezes, tem que semear 20 hectares de pimentos...senão!!! Até parecia que estavam no MARL!!!

 

 

É so "trabalhadores"...eheheheh!!!!

 

 

Teresa Barroso fez de guia a um dos autocarros, enquanto o outro esteve a cargo do marido António José Barroso.

 

 

António José Barroso num campo de tomates... e com eles na mão...

 

 

Teresa Barroso mostra tomates de outro calibre e de outro campo...

 

 

 

Na quinta dos Álamos, em cujo pateo fizeram manobras e estacionaram os nossos autocarros, visitámos uma exposição de fotografias de Frederico Bonacho dos Anjos, antigo proprietário da Quinta, com fotografias da época que retratam a vida quotidiana. Foi um agricultor que desenvolveu a técnica do bromóleo em fotografia, com a qual ganhou fama internacional, cujo processo esteve em voga nos anos 20/30 do século passado. A exposição está patente no antigo celeiro da Quinta, ocupando a parte do R/c do edifício, e no andar superior encontra-se uma outra exposição do fotografo António Moutinho.

 

 

 

Um aspecto da visita à exposição fotográfica.

 

 

Regressados à quinta dos Barroso, tínhamos à espera uma sopa da pedra...

 

 

O cheirinho da sopa da pedra convidava a estar de prato na mão a aguardar a vez da concha em modo de self-service...

 

 

A fila (bicha) para a sopa...

 

 

O amigo Carlos Grácio com três "discos" nas mãos...aguarda a sua vez...

 

 

Os amigos Cibele e Carlos Borges...

 

 

E para além da sopa da pedra, carne grelhada...e um amigo de Riachos de travessa na mão, dizia: o que faço com esta carne?

 

 

...carne de porco, alimentado a pimentos, tomate, melancia, melão e meloa....

 

 

E porque este simpático casal fazia anos de casados, cantaram-se os parabéns e apagaram-se as velas...com a ajuda dos netinhos...

 

 

...e houve o beijinho da praxe...

 

 

E ainda, porque festa que é festa tem que ter Fado Serrano cantado e dançado... 

 

 

...toda a gente bailou de roda...

 

Mais logo, algumas curiosidades que ainda estão para editar...voltem que vale a pena!

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 01:44
link do post | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. VII Capítulo da Confraria...

. Em Fátima a 13 de Maio

. Mostra de Ensino Profissi...

. A Tailândia na ARPIMS de ...

. Sra Ministra da Saúde em ...

. 2º Grande Prémio de Atlet...

. Festa Socialista em Aveir...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Será que já ninguém sabe a diferença entre diâmetr...
Comprei esta variedade nos Viveiros Valter.
Não deve ser fácil encontrar uma videira desta cas...
Ando à procura de um par de pés desta casta, mas n...
Também tenho uma de quando andava na v
Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.