Domingo, 6 de Março de 2016

BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa) 2016

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (1)

Cada vez mais, penso, e eu sou um leigo na matéria, que a BTL é uma porta importante para se divulgar e mostrar o que de melhor as nossas regiões podem oferecer. Basta ver as Regiões e os Municípios a apostar com stands cada vez mais elaborados e mais apelativos. A Pampilhosa da Serra é disso um exemplo. Ano após ano a sua visibilidade tem crescido, e eu que ainda sinto nas veias a minha origem dessa região, não posso esconder o orgulho. Cada vez que lá vou, centro a minha atenção na região do interior e focada nos concelhos e região de onde tenho origem. Compreenderão porquê! Este ano notei a ausência do stand da Beira Serra. Que pena!!!

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (2)

Há sempre curiosidades, cor, animação e muita coisa para ver!!!

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (3)

Não podia deixar de procurar algo sobre a minha terra, que este ano se resumiu a um panfleto numa banca da CIM, na Região Centro.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (4)

As Aldeias Históricas sempre em actividade!

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (5)

Cada um mostra o que tem e a mais não é obrigado. Em tempo as fortificações de fronteira, que hoje se transformam em "pontes" de aproximação.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (6)

As Aldeias de Xisto.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (7)

Miranda do Corvo

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (8)

O stand das Aldeias Históricas 

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (9)

Guarda, uma cidade que aproveita até a sua altitude.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (10)

Pampilhosa da Serra, um exemplo de dinâmica e de aposta na divulgação do que pode oferecer. 

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (11)

Um stand de dimensão considerável, mostra que a Pampilhosa da Serra encara a sua vinda à BTL como uma aposta séria e acertada.  

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (12)

Iniciativas e o apelo à interioridade de uma região, são notas que têm distinguido a Pampilhosa da Serra. Parabéns ao Município.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (13)

De Manteigas a Gouveia, a presença de burel em confecções de lã com design inovador e estilo apelativo.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (14)

Os Tuck Tuck, uma imagem de Lisboa.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (15)

E Marrocos aqui tão perto!

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (16)

Uma cara conhecida que é presença no meio das agências de viagens. Teresa Neves, uma serrana que percorre o mundo, pensando na sua aldeia da Serra do Açor. O Soito da Ruiva tem gente assim! 

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (17)

E do Brasil a "capoeira"...

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (18)

Outros destinos...

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (19)

Olhem quem encontrei! Os Morabeza.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (20)

E há frases que não podia deixar de "clicar"...

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (21)

Carregal do Sal, trouxe-nos a memória de Aristides de Sousa Mendes.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (23)

Em documentário multimédia.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (22)

A presença de vinhos em muitas das nossas regiões vinícolas. Aqui os espumantes!

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (24)

E que bonitos e coloridos são os adufes!

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (25)

Beira Baixa, uma região de tradições.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (26)

Iguarias da Beira Baixa.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (27)

Dos Açores, o simulador é sempre atracção para os mais jovens.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (28)

Açores

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (30)

O Centro é tão vasto...

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (29)

Animação no grande stand do Centro.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (31)

Que gracinhas...

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (32)

O Galo de Barcelos é Rei...

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (33)

Região Norte.

BTL ( Bolsa Turismo de Lisboa) 2016 (34)

E encontrei por lá algumas Confrarias. Aqui, a Confraria d' "As Saínhas", de Vagos, que já estiveram presentes no Capítulo da Confraria do Bucho de Arganil, que se realizou na minha terra, Pomares.

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 11:13
link do post | comentar | favorito

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. 2º Festival de Sopas - Ag...

. IX Encontro de Folclore R...

. Aqu'Alva Stória - III Enc...

. Aqu'Alva Stória - III Enc...

. E estive lá...XVIII Congr...

. III Festival de Chocolate...

. Fim do Ano de 2017

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.A ver

online

.Visitas

.últ. comentários

Anónimo? Então esqueci-me de assinar.OdeteOdete Fr...
Bela sequência de fotos .de uma tarde de folclore ...
Amigo, António Manuel Silva,não é segredo para ni...
O amigo, está em todas e mais diversas páginas cul...
Estive em Setembro em Pomares, terra de alguns dos...
Por este e por outros motivos, 2017 não deixa saud...
Bom Ano de 2018 e muita saúde para si e todos os f...
Li. Entendi. Continue.Abracinhos. 🙅
Renasceremos todos.Feliz Natal e um 2018 repleto d...
Obrigada Antonio pr ter voltado....

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.