Sábado, 3 de Agosto de 2013

Fomos à FAVA - Côja

 

Côja inaugurou ontem mais uma Feira de Artesanato, Velharias e Antiguidades, um evento que dá a conhecer o artesanato da região, e também alguns dos produtos de excelência que se produzem por aqui. A FAVA é já um certame que se consolidou em Côja e que atrai cada vez mais visitantes, como se pode ver pelas fotografias, por se tratar não só de uma feira, mas também de um evento cultural. Para quem está de férias e pretende conhecer um pouco da nossa região e da nossa cultura, venha à FAVA.

 

 

Caras conhecidas que marcam presença sempre que há eventos desta natureza.

 

 

 

 

Uma Praça a abarrotar de gente.

 

 

Filarmónica Pátria Nova de Côja em concerto.

 

 

 

A rua principal com as respectivas barraquinhas.

 

 

A arte do ferro...FróisArte.

 

 

E uma referência a produtos de excelência da conhecidíssima marca DONANNA. Licores e doces gourmet.

Já provei e gostei da geleia de vinho, só estou à espera de um coscorel para o fazer "marchar" a preceito!!!

 

 

Boa apresentação e excelente qualidade. Sabor e Tradição da Beira Serra.

 

 

Actuação da Tuna Cantares de Avô.

 

 

E mesmo ali, na Praça principal de Côja, A Pérola de Côja, um belo espaço para matar a sede, a fome, comer um bolinho, ou beber um bom cafezinho. Obrigados pela vossa simpatia e pelos cafezinhos que me ofereceram. Sucesso!

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 15:36
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Março de 2013

Em Pomares também há artesanato, e esta hein?!

 

Em Pomares também se faz artesanato de colheres de pau...não com o intuito e finalidade com que se fazem as colheres de pau da Benfeita, mas o exemplar que o meu afilhado Jorge Moura segura na mão, e que é obra sua, destina-se a ser usado em brincadeiras enófilas e para estômagos preparados, porque o recipiente está aferido para um litro...

Ainda não está totalmente acabada, irá sofrer algum desbaste para lhe reduzir peso, e a saliência que tem é para facilitar o manejo da dita, com a ajuda da mão esquerda. A colher está projectada para destros, mas seja lá o lado que se queira utilizar, convém que esteja em perfeito equilíbrio...

Eu registei para mostrar que estes utensilios fazem parte de uma cultura de proximidade, de amizade e partilha entre vizinhos e amigos. São objectos que ninguém utiliza  sózinho. E quem disse que as colheres servem só para mexer???!!! São acima de tudo objectos de sociabilidade...

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:31
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Julho de 2010

Pomares na FIL

 

É já este fim de semana, no decorrer da FIA (Feira Internacional de Artesanato), que se realiza na FIL (Feira Internacional de Lisboa) que decorre de 3 a 11 de Julho, o evento que tem presente mais de 40 países. A convite da organização, da responsabilidade de Cristina Costa, (minha prima), os Grupos de Folclore da nossa freguesia irão animar o certame, e levar o nome de Pomares e da nossa freguesia bem longe e a um vasto auditório, num local privilegiado que é a FIL, no Parque das Nações em Lisboa.  

Na foto, o Grupo de Danças e Cantares de Soito da Ruiva, que actuará amanhã, 10 de Julho pelas 21h00.

 

 

Na foto o Grupo Etnográfico Raízes de Sobral Gordo que actuará no Domingo, 11 de Julho às 15 horas.

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 24 de Janeiro de 2010

Vila Pouca da Beira ( Oliveira do Hospital)

 

Decorreu este fim de semana em Vila Pouca da Beira a VII Feira de Artesanato e Festa do "Bodo" de S. Sebastião. Não podia deixar de dar um saltinho a esta localidade que nos é familiar e aqui tão perto. Já o ano passado o fiz e tal como o ano passado  valeu a pena pelo contacto com os produtos regionais, cujo cheiro e sabor não têm rival nos grandes centros de consumo. Um regalo para os "sentidos" especialmente para o palato.

 

 

Bandas de música, bombos e o Grupo Viv'Arte animaram a Feira.

 

 

 

A Feira decorre paredes meias com a Pousada do Convento do Desagravo.

 

 

Muita gente, alguma conhecida e familiar.

 

 

O artesão Sr. Jorge Santos, colhereiro da aldeia dos Pardieiros (Arganil). A última vez que o fotografei em actividade foi no Feijó (Almada). Hoje encontrei-o aqui!

 

 

Outros artesãos que habilmente vão moldando um pedaço de madeira transformando-o numa peça de arte única.

 

 

 

 

 

Brinquedos das nossas memórias e quando os vejo lembram-me sempre o Vale de Maceira de antigamente, ( Romaria da Senhora das Preces ), porque era de lá que os nossos pais e avós nos traziam um pouco de felicidade...bem longe dos tempos actuais e dos brinquedos de alta tecnologia.

 

 

 

E outro brinquedo de uma idade mais crescidinha, a celebre fisga. Confesso que ainda hoje me apeteceu comprar uma para acertar nalgumas cabeças...mas desisti da ideia, não fosse o diabo tecê-las...e o problema era pagar uma cabeça oca como se fosse valiosa...bah!

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

Soito da Ruiva (Pomares) na FIL

 

Estamos novamente no Parque das Nações e tal como aconteceu com o Grupo Raízes do Sobral Gordo, cabe a vez ao Grupo de Danças e Cantares de Soito da Ruiva representar os nossos costumes e tradições. Pomares novamente em destaque na Feira Internacional de Artesanato. O Grupo percorreu os vários pavilhões desfilando e terminando com a sua actuação que coincidiu com o encerramento do certame. Foi gratificante ver a presença de alguns conterrâneos da freguesia e amigos do Goulinho que assistiram à actuação. Aqui ficam alguns momentos.

 

 

O Grupo a entrar em "palco", e, nota-se o contentamento da líder, Dra. Teresa Neves, ao ver algumas caras conhecidas na assistência.

 

 

A "voltinha" de apresentação!

 

 

Outra perspectiva da "voltinha" de apresentação.

 

 

Um momento da actuação do Grupo de Danças e Cantares de Soito da Ruiva na FIL.

 

 

Em actuação. O Grupo de Danças e Cantares de Soito da Ruiva, encanta pela genuinidade dos seus trajes e melodias. 

 

 

Tocadores e cantadeiras na sua actuação. Sem instalação sonora é puxar pela voz, ao natural.

 

 

Um evento com milhares de visitantes e em que os nossos grupos tiveram a oportunidade de se mostrar contribuindo meritoriamente para a divulgação desta nossa terra e região.

 

 

Mais uma pequena nota ao stand do Município da Lousã, cuja foto do post anterior não está muito visível. Gostei de ver este artesanato em xisto; original e imaginativo.

 

 

O regresso a casa. Na foto, alguns elementos do Grupo do Soito da Ruiva, entre os quais a Adelina e José Niz, embora pouco perceptíveis devido à ausência de luminosidade suficiente para a foto. Como se diz lá nas nossas aldeias: de noite todos os gatos são pardos!

Parabéns ao Soito da Ruiva pela sua participação e empenho.

Quiçá para o ano, com o devido apoio não poderemos ter também a nossa Filarmónica!? 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 19:02
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Domingo, 5 de Julho de 2009

Sobral Gordo (Pomares) na FIL

 

Actuar e desfilar na maior feira ibérica de artesanato e gastronomia, foi o que fez ontem o Grupo Etnográfico Raízes de Sobral Gordo, que desta forma mais uma vez levou o nome de Pomares e do concelho de Arganil fora de portas. Num certame onde há centenas de expositores, nacionais e estrangeiros, e é visitado por milhares de pessoas,  esta actuação constitui um acontecimento digno de nota, mas se atendermos que o grupo o fez sem qualquer contrapartida económica, maior é o ênfase e mais carinho este grupo nos merece. O amor à terra e às suas raízes está sobejamente demonstrado.

Um aplauso grande para o Grupo Raízes de Sobral Gordo e um abraço para os seus elementos que muito nos orgulham.

 

 

Um momento da actuação.

 

 

Na ausência de aparelhagem sonora foi preciso puxar pela voz....

 

 

O Grupo desfilou por toda a feira, mostrando uma resistência que deixava espantados muitos dos espectadores. A alma serrana é resistente...

 

 

 

Artesanato genuinamente português.

 

 

Não faltou o internacionalmente conhecido, Galo de Barcelos.

 

 

Mais artesanato português. Há obras e artesãos portugueses fantásticos que precisam de ajuda para serem divulgados.

 

 

Muitos foram os Municípios que se fizeram representar. Contrastando com o Município de Arganil que não esteve presente, o Município da Pampilhosa da Serra, apresentava um espaço em destaque nesta feira. Tão perto e tão distante de realidades...

Para um executivo que apostava no turismo, esta ausência do Município de Arganil é um indicador pouco animador no futuro para o concelho.

 

 

Com menos destaque, é certo,  mas a Lousã estava lá.

 

 

Longe de casa, é sempre bom encontramos algo que nos é familiar, que nos toca o coração. Gostei de ver uma empresa de Côja com o seu expositor, a FróisArte que se dedica à arte do Ferro Forjado. Se quiserem saber mais desta empresa vejam AQUI.

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 13:25
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Fomos à FAVA - Côja

. Em Pomares também há arte...

. Pomares na FIL

. Vila Pouca da Beira ( Oli...

. Soito da Ruiva (Pomares) ...

. Sobral Gordo (Pomares) na...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

conter12

.últ. comentários

Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...
A Quinta da Marqueza encontra-se para venda ?
Que catastrófe as imagens dão arrepios.bjshttp//bl...
Impressionante! Ainda bem que nada lhes aconteceu.
Parabéns à Junta de Freguesia de Pomares, por as m...
A familia de minha Mãe de apelido Silva Campos é d...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.