Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011

Soito da Ruiva no Feijó

 

O amigo Manuel Grácio, do Soito da Ruiva, mostra ao Rouxinol de Pomares a broa no forno, que irá seguir para a banca que o Grupo de Danças e Cantares de Soito da Ruiva irá ter este fim de semana na VII Feira de Artesanato e Gastronomia, evento promovido pela União e Progresso do Barril de Alva, que decorre no Clube Recreativo do Feijó, onde o Soito da Ruiva manterá a tão afamada banca e actuará no Domingo pelas 15:00 horas. O evento será animado com vários grupos musicais e de folclore da nossa região. Se és arganilense, ou conterrâneo da Beira Serra não faltes! Vai até lá apoiar a iniciativa, os grupos, e provar os sabores cá da terra.

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:40
link do post | comentar | favorito
Domingo, 20 de Junho de 2010

Raízes do Sobral Gordo no Feijó (Almada)

 

Rumei novamente ao Sul, ao encontro do Grupo Etnográfico Raízes de Sobral Gordo, que hoje actuou, (e que belo desempenho), no 66º Aniversário do Clube Recreativo do Feijó. É com orgulho que vejo um grupo da nossa terra aplaudido e saudado de maneira entusiasmada pela actuação e pelos momentos de danças e cantares que nos oferecem. Estão imparáveis e acompanhá-los é um prazer...

São alguns momentos que captei hoje que vos mostro, e, lá também tive contacto com outro rancho que nunca tinha visto e que me está aqui tão perto, Tercena, representando esta zona saloia, que era a região de Sintra/Oeiras. Vamos às imagens...  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A imagem fala por si...

Tocaram, cantaram, dançaram e encantaram...

Eis um momento do "fado serrano" com a participação do público, para terminar a actuação. Não podia ter sido melhor!

Parabéns para o Sobral Gordo e para quem carrega a responsabilidade de divulgar a nossa cultura através das suas raízes!

 

 

Actuaram antes do grupo da nossa terra, mas não podia deixar de lhes desejar felicidades e os parabéns, sobretudo pelas danças harmoniosas com que nos presentearam e não é alheio também o facto de eu viver há décadas bem perto de Tercena, a origem deste grupo. Estas três últimas fotografias são-lhe dedicadas.

 

 

A componente etnográfica também esteve presente, e eis a representação de antigos trabalhadores da Fábrica de Pólvora.

 

 

As danças da região saloia

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009

Clube Recrativo do Feijó - Barril de Alva

 

 

Ontem atravessei novamente a Ponte , especialmente para ir ter com as minhas raízes. Sim, porque eu também tenho raízes no Sobral Gordo, e a actuação do Grupo Etnográfico Raízes de Sobral Gordo é um apelo que nos toca o coração e ao qual não podemos ficar indiferentes. Se no Sábado lá estive para ver os amigos do Barril de Alva e especialmente a actuação do Grupo de Danças e Cantares de Soito da Ruiva, ontem, Domingo, fui lá propositadamente  para ver a actuação do Grupo Raízes de Sobral Gordo, liderado pela amiga Odete Francisco. E uma coisa vos posso garantir: nunca ficamos desiludidos. São imagens dessa actuação que aqui vos mostro; mas também não poderei deixar de fazer uma referência ao Rancho Folclórico Ribeiras de Celavisa, o grupo residente da Casa da Comarca de Arganil, casa que como é do conhecimento geral sofreu há pouco tempo o infortúnio de ter um incêndio dentro de portas que lhe causou avultados prejuízos. Já o referi ontem, mas nunca é demais lembrar que a Filarmónica Barrilense actuou novamente no Pavilhão do Clube Recreativo do Feijó, completamente cheio. É com orgulho que vejo que as várias comunidades do concelho de Arganil têm intercâmbios, organizam-se e divulgam   os nossos costumes e produtos na zona onde residem.

 

  

 O Grupo Raízes de Sobral Gordo em palco.

 

 

O Grupo Raízes de Sobral Gordo em actuação.

 

 

Uma casa cheia na actuação do Grupo Raízes de Sobral Gordo.

 

 

Um pequeno apontamento com esta imagem da actuação do Rancho Folclórico Ribeiras de Celavisa.

 

 

 

Uma pequena nota também para a actuação de ontem, Domingo, da Filarmónica Barrilense coma a casa cheia. 

 

 

 

Uma espreitadela novamente à mostra de artesanato e cá está o Sr. José da Silva Lucas, trabalhando as folhas de jornal que irão dar vida a estes objectos e cestos curiosos. 

 

 

Não pude deixar de dar uma espreitadela à banca do Soito da Ruiva e...aqueles coscorões...uhau...nhame...nhame...nhame...deliciosos e únicos; e claro dois dedos de conversa com estes amigos e conterrâneos.

 

 

 

A banca do Sobral Gordo estava assim, muita gente e o grupo reunido junto dela.

 

 

Dois dos produtos, dentre outros, que o Grupo Etnográfico Ráizes de Sobral Gordo comercializa na sua banca, o mel e o azeite com proveniência lá da terra. Estes dois produtos foram-me gentilmente oferecidos pelo Grupo, um gesto simpático que demonstra o carinho com que sou tratado por esta gente bonita e empenhada.

Obrigado a todos e o Barril de Alva está de parabéns porque congrega à volta da sua sociedade regionalista todos os barrilenses. Aqui deixo um abraço para o Barril de Alva. 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 02:23
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Domingo, 29 de Novembro de 2009

O Barril de Alva na Outra Margem!

 

Hoje fui ao outro lado. Aqui na cidade ir ao outro lado significa atravessar a Ponte, ir para Sul, para Almada, cidade que alberga milhares de conterrâneos e descendentes de beirões desta orla que é a nossa, do Concelho de Arganil e da zona do xisto. Fui ao encontrro das minhas gentes, de caras conhecidas, de amigos, de família até, porque os laços de sangue não são muito distantes e os génes que carregamos são muitas das vezes iguais, com origens remotas mas comuns.

Sabia que a união e Progresso do Barril de Alva organizava este fim de semana a IV Feira de Artesanato e Gastronomia no Clube Recreativo do Feijó, em Almada, e sabia também, que os grupos de folclore da nossa freguesia estavam presentes, com as suas bancas e com a actuação dos amigos do Soito da Ruiva. Descalcei as "pantufas" e ala ir ter com os nossos amigos que bem merecem um aplauso pelo trabalho que desenvolvem em prol das nossas terras e da nossa cultura, enquanto povo da Serra do Açor e do Concelho de Arganil. É disso que vos vou mostrar algumas imagens que captei ontem ao final da tarde. Ora vejam...

 

 

Na ausência do Sr. Presidente da Junta de Freguesia do Barril de Alva, por ter compromissos na Assembleia Municipal, estava o Secretário e o Tesoureiro, os amigos João Luis e Constantino Moura em sua representação.

(até parece a JF de Pomares que nunca os vi em nenhures, nestes anos, a apoiar ou a dinamizar o que quer que seja)

 

 

O Sobral Gordo também lá estava, com a sua banca, divulgando e comercializando produtos da nossa freguesia. Lá estava a minha prima Paula tomando conta do recado...

 

 

A banca do Soito da Ruiva, com as sua decoração irrepreensível, os seus deliciosos coscorões, os queijos e outras iguarias e doçuras que só elas sabem fazer. É um cheirinho e o gosto da Serra do Açor em Almada.

 

O Grupo de Danças e Cantares de Soito da Ruiva em palco para iniciar a sua actuação.

 

 

Durante a actuação que é sempre apreciada e aplaudida por toda a assistência.

 

 

O final da actuação e a respectiva saída de palco, sempre acompanhados ao som da moda de despedida.

 

 

Sobre artesanato da nossa região foi possível ver "in loco" o artesão "colhereiro" Sr. Jorge Santos, da aldeia dos Pardieiros, que a uma velocidade apreciável manipula o objecto curvo e cortante que dá forma às colheres feitas de madeira de pinho. Por certo que a sopa sem as colheres de pau teria outro sabor...digo eu!

 

 

Outro...artesanato de espantar. Poderíamos afirmar ser único no mundo. Quiçá? Porque não tentar o Guinness se assim for!???

Estes cestos que parecem ser feitos de vime, vejam só, são feitos de papel de jornal. A reciclagem pura, tornada arte. Sinceramente que desconhecia e achei extraordinário. O artesão já teve honras de capa de jornal, é de Serpins, Lousã, o seu nome é José da Silva Lucas e está de parabéns. Há gente com ideias extraordinárias. Um espectáculo!

 

 

Do Barril de Alva, artesanato em xisto e com uma qualidade extraordinária, saído das mãos habilidosas do Sr. Moreira.

 

 

Por fim a actuação da Filarmónica Barrilense. É sempre com gosto que se ouve uma banda com a qualidade desta.

Quanto aos comes e bebes, nem dá para falar, só visto, a casa estava cheia.

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 02:29
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Soito da Ruiva no Feijó

. Raízes do Sobral Gordo no...

. Clube Recrativo do Feijó ...

. O Barril de Alva na Outra...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

conter12

.últ. comentários

Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...
A Quinta da Marqueza encontra-se para venda ?
Que catastrófe as imagens dão arrepios.bjshttp//bl...
Impressionante! Ainda bem que nada lhes aconteceu.
Parabéns à Junta de Freguesia de Pomares, por as m...
A familia de minha Mãe de apelido Silva Campos é d...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.