Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009

De Pomares ao Colcorinho

 

O objectivo é atingir o cume do monte do Colcorinho, junto à capela de Nª Srª das Necessidades, ou Srª do Colcorinho, para aí ver nascer o Sol. Em Agosto, é prática ir de Pomares ao Colcorinho a pé ver nascer  o Sol. Sai-se de Pomares cerca da meia-noite e meia hora, uma hora da manhã, e cerca de 3 horas e meia depois atinge-se o objectivo, utilizando os antigos caminhos pedestres. Chega-se ainda de noite, e olhando cá para baixo vêem-se as luzes das vilas e cidades que a vista alcança lá de cima. Só pela paisagem, vale a pena o esforço da subida. Convém levar algum agasalho, porque de noite, lá em cima, mesmo em Agosto é bastante fria. Um grupo de amigos este ano fizeram esse percurso e cederam-me algumas das fotos aqui publicadas. Pomares, tem condições de ser a base para actividades deste tipo. O parque de campismo pode e deve ser essa base. É apenas necessário criar a logística para isso.

 

 

Do alto do Monte do Colcorinho, a vista nocturna.

 

O nascer do Sol. A Serra do Açor é propícia a nevoeiros densos. Esta foto foi captada o ano passado num desses dias, em que o nevoeiro está abaixo do topo da Serra do Açor e assemelha-se a um imenso glaciar.

 

A descida.

 

 

Há sempre uma paisagem a descobrir.

 

 

Para baixo todos os santos ajudam...

Um abraço de agradecimento ao Tozé Simões, pela gentileza de me ter cedido estas fotos e parabéns aos participantes desta proeza. Este é mais um exemplo de que Pomares poderá ser um pólo importante em actividades ligadas à natureza.

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:30
link do post | comentar | ver comentários (27) | favorito
Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

O Nascer do Dia

 

Subi em grupo e fui ver o nascer do Sol. Três horas e meia mais ou menos de caminhada. Já não me recordo muito bem. Já passaram 38 anos. Muito tempo!

Hoje regressei lá, não em grupo, apenas acompanhado pela minha máquina fotográfica e pelo meu Nissan Patrol, companheiro de aventuras e auxiliar precioso que me encurtou a distância para menos de 30 minutos. 

Assistir ao nascer do Sol no Monte do Colcurinho, sozinho, sem nada a perturbar a concentração; sentir o pulsar de um novo dia, sentir a natureza, sentir os ventos, os cheiros, a luz,  é provavelmente uma das coisas a não perder.  Ver a paisagem como se viajássemos de avião, estar acima das nuvens e observar uma paisagem  que se assemelha a um misto de mar e  ártico é uma experiencia única.  Experimente você também! 

 

PS: As minhas desculpas por não ter "postado" à hora habitual, é que um homem não é de ferro e um Rouxinol muito menos, mas penso que valeu a pena.

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 14:54
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. De Pomares ao Colcorinho

. O Nascer do Dia

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...
A Quinta da Marqueza encontra-se para venda ?
Que catastrófe as imagens dão arrepios.bjshttp//bl...
Impressionante! Ainda bem que nada lhes aconteceu.
Parabéns à Junta de Freguesia de Pomares, por as m...
A familia de minha Mãe de apelido Silva Campos é d...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.