Quarta-feira, 18 de Abril de 2012

Finalmente...alcatroaram-me!...

 

Finalmente alcatroaram-me...e aleluia, fora do período de eleições autárquicas...

Pode parecer que estou para aqui a "botar faladura ao desbarato", mas para o leitor menos familiarizado com a nossa região do interior e muito menos com as nossas aldeias, pode parecer que um pedaço de alcatrão não tem grande importância. Pois, é aqui que reside a grande diferença entre o litoral e as nossas pequenas aldeias. Um palmo de alcatrão pode permitir uma qualidade de vida inimaginável para quem sente o cheiro do mar e está longe do cheiro do pinhal interior. Para quem sempre andou em passeios e estradas asfaltadas de sapatinho reluzente, não imagina o que é uma estrada poeirenta no pino do verão e um lamaçal no pino do inverno...que tem que percorrer para chegar a casa.

Sabendo disso, a política, ou melhor, os políticos, sempre utilizaram o betão negro como moeda de troca...mas desta vez parece que me ouviram, porque há dois anos que falei nisto, espreitem AQUI para verem as diferenças.

E digam lá se não está melhor assim...porque há pessoas a viver por aqui.

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 22:54
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Outubro de 2011

O Torrão (Pomares) ao Luar

 

É um Outono diferente, este! Não me recordo, e muitas pessoas mais antigas também não, de às nove da noite se poder passear em mangas de camisa por Pomares. Foi nestas condições que há pouco captei o bairro do Torrão ao luar.

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

Lembrei-me de...

 

Lembrei-me de... um episódio passado na ultima Assembleia de Freguesia de Pomares, em que um Pomarense colocou legitimamente uma questão, e como resposta obteve da parte do Sr. Presidente da Junta, o seguinte: "Vocês só sabem vir reclamar e apontar o que está mal, mas não dizem nem agradecem a placa que lá mandei colocar..."

Pois então, e na falta de alguém se ter esquecido...

MUITO OBRIGADO SR. PRESIDENTE!!! MERCI! THANK YOU! GRACIAS! DANKE! TACK!

 

  

 

A placa estava mesmo a fazer falta e é sem dúvida uma prioridade! A estrada onde ela foi colocada é que não precisa de valeta, nem de alcatrão, porque o pó no verão até dá para decorar os móveis e afina o pulmão, e no inverno os regos da chuva sempre substituem as valetas, e assim a gente escusa de gastar dinheiro em sapatos, podemos andar todos de botas e de galochas e passamos a ter um traje típico cá no burgo.

 

 

E se continuarmos a estrada de terra batida, um pouco mais acima vemos um espectáculo colorido. Não quero, nem devo deixar de agradecer também ao Sr. Presidente a possibilidade que me deu de fotografar este pinhal decorado! Se tivesse retirado a lixeira como prometeu em Assembleia de Freguesia realizada em Abril, (na acta nada consta, como de costume, mas os presentes ouviram), já eu não teria esta bela imagem colorida. Sobre o lixo voltarei ao tema e às imagens.

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 03:35
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Sábado, 6 de Fevereiro de 2010

Para Quando?

 

Esta é uma zona de Pomares que regista crescimento urbano, que é bem vindo para inverter a tendência de desertificação das nossas terras, mas o caminho e as restantes infra estruturas não acompanham esse crescimento. O alcatroamento, o saneamento e a iluminação publica são um direito e urge acelerar. É assunto para a próxima Assembleia de Freguesia. E pelo que assistimos à pouco tempo, ninguém pode dizer que não há alcatrão.

 

 

Do Torrão até à Boucha com residentes permanentes, é legítimo melhorar as condições de acessibilidade.

 

 

No Inverno não é fácil transitar a pé ou de automóvel por aqui, e no verão a poeira é insuportável.

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Quarta-feira, 1 de Julho de 2009

Forno Comunitário

 

Nada melhor para iniciar um mês do que falar no alimento primordial que é o Pão.

O pão, um nome que todos nós pronunciamos diariamente e uma das primeiras palavras que aprendemos a dizer. Provavelmente a palavra a seguir a Mãe, tal é a importância deste alimento essencial à vida. O pão é o alimento mais consumido desde a idade antiga até aos nossos dias.

E a "bola de sardinha"?! Hummm!

Há tantas Confrarias por aí que não me importava nada de pertencer à Confraria da Bola de Sardinha. Julgo que ainda não existe!

Tive o privilégio de assistir a uma "fornada" de pão, feito no que será o último forno comunitário de Pomares. Ali mesmo, no Torrão.

Eis um pouco da tradição da arte de fazer pão, genuinamente português e da nossa região beirã.

 

 

O forno em aquecimento. O quadro que se encontra afixado na parede, contém os nomes dos utilizadores que contribuíram para a sua benfeitoria.

 

O pão de milho, ou broa, ainda antes da cozedura em cima da pá pronta a entrar no forno para 40 minutos depois estar comestível.

 

A tal "bola de sardinha", em pão de milho,  também está prontinha a entrar no forno.

 

 

Em pleno processo de cozedura, e já se pode observar que a broa está a tomar a cor definitiva. A "bola de sardinha" está mais perto da porta para não estorricar. Convém!

 

O produto final. A "bola de sardinha" prontinha a ser degustada. Não há nada melhor que um pedaço desta iguaria e um "penalty"  para fazer peito antes de almoço. E viva a dieta!

 

 

O pão de trigo bem cozidinho.

 

Também houve tempo e mestria para fazer uns pãezinhos de chouriço, de carne e fiambre e queijo.

 

Por último, falta apresentar os obreiros destas coisas boas. Da esquerda para a direita a D. Adélia, a São e o marido Nuno, ao qual calhou a tarefa de preparar a lenha e o forno.

A mim, resta-me agradecer a estes amigos o convite para assistir e partilhar destas iguarias que têm tendência a ser cada vez mais raras. Um abraço para eles.

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 02:01
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009

O Bairro do Torrão em Pomares

 

As paisagens de inverno são mais esbatidas, sente-se o frio até na cor. O bairro do Torrão, ontem ao fim da manhã.

 

sinto-me:
tags:
publicado por rouxinoldepomares às 00:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

Recantos da Minha Terra X

 

Um bonito fontanário, que se encontra num pequeno recanto entre duas casas, no bairro que mais parece uma varanda sobre Pomares, o bairro do Torrão. A preservar!

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 00:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Pormenores XXI

 

Em pormenor o bairro do Torrão, com as suas casinhas alinhadas, bem bonitinhas e cuidadas e de onde se pode desfrutar de uma bonita vista sobre Pomares.

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 01:54
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Finalmente...alcatroaram-...

. O Torrão (Pomares) ao Lua...

. Lembrei-me de...

. Para Quando?

. Forno Comunitário

. O Bairro do Torrão em Pom...

. Recantos da Minha Terra X

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

conter12

.últ. comentários

Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...
A Quinta da Marqueza encontra-se para venda ?
Que catastrófe as imagens dão arrepios.bjshttp//bl...
Impressionante! Ainda bem que nada lhes aconteceu.
Parabéns à Junta de Freguesia de Pomares, por as m...
A familia de minha Mãe de apelido Silva Campos é d...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.