Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012

Vila Pouca da Beira, Festa de S. Sebastião

 

Nos últimos anos tenho visitado a Festa do Bodo de S. Sebastião e feira de Artesanato, que este ano já vai na sua nona edição e que decorre paredes meias com o bonito Convento do Desagravo, uma Pousada de Portugal. Com o apoio do Município de Oliveira do Hospital e sob a organização da Junta de Freguesia e Jovens Mordomos de S. Sebastião, é uma festa que contraria aqueles que dizem que festas para atraírem gente só no verão. Esta imagem demonstra que, com arte, organização, empenho e trabalho, mesmo num frio fim de semana de Janeiro a festa acontece na rua. De ano para ano crescem as "barraquinhas", e Vila Pouca da Beira torna-se em Janeiro um ponto de encontro das gentes serranas, e uma referência nas aldeias das redondezas.  Este ano o Sol deu uma ajudinha, mas anos houve em que a chuva não foi impedimento. Estão de parabéns os mordomos e a Junta de Freguesia.

 

 

A Festa decorreu sábado e domingo com muita animação cultural, que teve o seu ponto alto com a actuação do grupo Vivar't com Circo Romano, Gladiadores e uma excelente representação de S. Sebastião, Soldado Romano e o seu sacrifício.

 

 

Também lá estive sábado e assiti á actuação do Grupo Musical e de Cantares de Lagos da Beira.

 

 

Uma das vozes do Grupo.

 

 

Ainda no sábado, já noite fria, encontrei um casal amigo que são os rostos do Grupo de Cantares do Alva e Açor (Côja), o Engº Eduardo Gonçalves e a esposa Dilia. De costas a Sra. Presidente da Junta de Freguesia de Vila Pouca da Beira, que nos vende umas rifinhas.

 

 

Voltando ao domingo e dia forte da animação cultural, uma foto de uma "bateria" portátil aos ombros de Zé Eliseu, de um grupo de musica popular que era rodeado por muitas dezenas de pessoas. O genuíno espírito beirão estava presente...

 

 

Muitas "barraquinhas" que enchiam a calçada do Convento, e onde Vinhó esteve presente.

 

 

De Pomares, a D. Zélia com uma "barraquinha" esotérica, o Tarot. Para quem acredita... mas que há coisas que acertam...acertam... 

 

 

Uma foto com pessoas que querem saber...

Mais alguns pomarenses participaram neste festejos integrando grupos musicais de que não me foi possível registar em foto a sua participação.

 

 

As fotos que se seguem mostram momentos da excelente actuação do grupo Vivar't com a representação do Sacrificio de S. Sebastião, e do muito publico que se alinhava em seu redor...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para terminar, deixo aqui uma foto de um "pequeno" grande Bombeiro de Oliveira do Hospital que me vendeu duas rifinhas, e à pergunta porquê ser bombeiro, respondeu: É dar a vida pelos outros....boa resposta e belo exemplo de aprumo e de educação.

Por falar em rifas e dar a vida pelos outros, não posso deixar de tecer alguma comparação com a minha terra. É inevitável...

Em Pomares, também há bombeiros, há músicos, uma banda, uma junta de freguesia, uma freguesia com muita potencialidade humana, com alguma gente dinâmica, também há mordomos...e contudo nada acontece...e mesmo que uma Festa da Freguesia tenha sido anunciada na Radio, que milhares escutaram...não é desta que acontece...

Os outros fazem pelas suas terras, dinamizam-nas e promovem-nas, e nós vemos e participamos, aqui (Pomares), a máquina é castradora, com visão em funil, retrógada, e que condena uma freguesia à opacidade...  

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:37
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2011

Imagens da Beira-Serra (5)

 

Vila Pouca da Beira. Um belo fontanário! E tudo aqui tão perto, onde o xisto deu lugar ao granito!

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

Imagens da Beira-Serra (2)

 

Construção de granito de Vila Pouca da Beira.

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 22:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 6 de Fevereiro de 2011

Feira em Vila Pouca da Beira

 

Mais uma vez Vila Pouca da Beira leva a efeito a 8ª Feira de Artesanato e do "Bodo" de S. Sebastião, que este ano se realizou um pouco mais acima,  junto ao bonito Convento do Desagravo, que é também uma bonita Pousada de Portugal. Vejam AQUI! Estas iniciativas provam que não é só no verão que se podem realizar eventos que promovam e dêem a conhecer as nossas terras e os nossos produtos. Este foi o 3º ano que passei por aqui e só posso dar os parabéns à Junta de Freguesia de Vila Pouca da Beira, aos Mordomos de S. Sebastião e ao Município de Oliveira do Hospital. É notório o apoio e empenho da autarquia neste evento, porque trazer o Grupo Vivarte e outros participantes, exige logística e custos. Não posso deixar de referir também a presença da Tuna de S. Martinho da Cortiça. Este ano e por ser hora de almoço, quando captei as imagens ainda havia pouca gente, mas é uma feira concorrida como podem ver nos anos anteriores; AQUI e AQUI.

 

 PS: Não me foi possível obter fotografias dos Grupos que aqui actuaram por me encontrar já doente, e me demorar pouco por lá, mas mesmo com dificuldade não quiz deixar de dar lá um saltinho, porque é sempre um prazer ver as nossas terras engalanadas e animadas por muita gente. Ao ver estes eventos em terras vizinhas, não posso deixar de me sentir triste por em Pomares não se fazer nada do género. E se Pomares tinha condições!!! Basta pensarmos que Pomares é uma das grandes freguesias do Alto-Concelho, e o poder local tem o dever e a obrigação de dinamizar a nossa terra. Pelo que sei, e por conversas...(nas aldeias tudo se sabe...), já houve uma iniciativa da SMP, para tentar envolver o movimento regionalista da freguesia na criação de um evento deste género em Pomares, mas o poder local, escudando-se em mal entendidos e ampliando uma coisa que ainda nem havia conclusão, veio para a praça publica dizer que não tinha sido convidado. Ora, no meu entender, o poder local só seria convidado a participar depois de haver alguma conclusão, já que a iniciativa ao que julgo saber não partiu do poder local. Obviamente que nas nossas terras qualquer evento para ter pernas para andar tem que ter as "ajuda$" e a "bênção" do poder político local, e religioso também. Mas daí a fazer bandeira de uma falácia, de uma coisa que ainda só estava a começar a discutir-se, é condenar Pomares a desertificar-se cada vez mais...

Curioso é que ouço alguns a dizer que em Pomares não se consegue fazer nada...pois...são os mesmos que vão desmobilizando as pessoas, que vão tornando Pomares mais pobre, de ideias e do resto...

Eu continuo a acreditar na minha terra e nos Pomarenses, e ainda julgo que é possível fazer alguma coisa em Pomares e por Pomares! E os que nada fazem tem obrigação de o fazer e não de remarem ao contrário, nem de dividir os Pomarenses...   

 

Que me desculpem as gentes de Vila Pouca da Beira por este desabafo...

  

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 22:54
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Domingo, 28 de Novembro de 2010

Pôr do Sol visto de Vila Pouca da Beira

Imagem captada há dois dias com o Sol a cair a pique. Nesta época, o Sol deixa-nos mais cedo; muito mais cedo começa a escurecer, permitindo-nos assitir a esta imagem do Sol a dizer-nos adeus! A Beira-Serra tem um belo pôr do Sol!

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 00:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 24 de Janeiro de 2010

Vila Pouca da Beira ( Oliveira do Hospital)

 

Decorreu este fim de semana em Vila Pouca da Beira a VII Feira de Artesanato e Festa do "Bodo" de S. Sebastião. Não podia deixar de dar um saltinho a esta localidade que nos é familiar e aqui tão perto. Já o ano passado o fiz e tal como o ano passado  valeu a pena pelo contacto com os produtos regionais, cujo cheiro e sabor não têm rival nos grandes centros de consumo. Um regalo para os "sentidos" especialmente para o palato.

 

 

Bandas de música, bombos e o Grupo Viv'Arte animaram a Feira.

 

 

 

A Feira decorre paredes meias com a Pousada do Convento do Desagravo.

 

 

Muita gente, alguma conhecida e familiar.

 

 

O artesão Sr. Jorge Santos, colhereiro da aldeia dos Pardieiros (Arganil). A última vez que o fotografei em actividade foi no Feijó (Almada). Hoje encontrei-o aqui!

 

 

Outros artesãos que habilmente vão moldando um pedaço de madeira transformando-o numa peça de arte única.

 

 

 

 

 

Brinquedos das nossas memórias e quando os vejo lembram-me sempre o Vale de Maceira de antigamente, ( Romaria da Senhora das Preces ), porque era de lá que os nossos pais e avós nos traziam um pouco de felicidade...bem longe dos tempos actuais e dos brinquedos de alta tecnologia.

 

 

 

E outro brinquedo de uma idade mais crescidinha, a celebre fisga. Confesso que ainda hoje me apeteceu comprar uma para acertar nalgumas cabeças...mas desisti da ideia, não fosse o diabo tecê-las...e o problema era pagar uma cabeça oca como se fosse valiosa...bah!

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Sábado, 30 de Maio de 2009

Convento do Desagravo - Pousada

 

Não se encontraria melhor sítio para uma pousada. Posso dizê-lo à vontade, porque ninguém me encomendou este post e passe a publicidade como é comum dizer-se.

Situado em Vila Pouca da Beira e desfrutando de uma explendorosa paisagem, a pousada conserva todo o fascínio do passado histórico moldado à medida dos tempos modernos.

O Convento do Desagravo é um edifício com características arquitectónicas do seculo XVIII e é actualmente propriedade da Fundação Bissaya Barreto que foi cedido às Pousadas de Portugal. Entre 1975 e 1983 o edifício serviu de alojamento aos desalojados das ex-colónias portuguesas. Em 2000 a Fundação Bissaya Barreto iniciou as obras de recuperação e de adaptação do Convento a unidade hoteleira.

O sentimento de grandeza e austeridade e um luxo sóbrio transportam-nos na história.

A pousada dispõe de 24 quartos, 3 são suites, todos com ar condicionado, tv cabo, mini-bar, cofre e telefone com linha directa ao exterior. Serve almoços das 13:00 às 15:00 horas e jantares das 19:30 às 22:00 horas. Tem serviço de bar até às 24:00 horas.

A morada é:

Pousada de Vila Pouca da Beira- Convento do Desagravo

Calçada do Convento

3400-758 Vila Pouca da Beira

Telef: (+351) 238 670 080

E-mail: recepcao.desagravo@pousadas.pt

 

Deixo-vos com algumas imagens exteriores e interiores deste belo local.

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 01:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

Vila Pouca da Beira

 

Nem só no verão é tempo de festejos e de promoção das nossas terras. Ontem, dei um saltinho a Vila Pouca da Beira para ver a VI Feira de Artesanato e Festa do "Bodo" de S. Sebastião e nem a chuva, nem o frio afastaram as pessoas. E é sempre agradável encontrarmos pessoas anónimas que nos fazem recuar no tempo. Uma maravilha para a memória e uma bênção para a vista. 

 

Vila Pouca da Beira, fica-nos no caminho, quando nos deslocamos a Oliveira do Hospital às compras. Mas não nos fica só no caminho, laços históricos aproximam-nos. Vila Pouca da Beira , povoação antiga, foi concelho até 1836, tendo sido integrado no concelho de Avô até à sua extinção em 1855. Só para nos "situarmos", Pomares também pertenceu ao concelho de Avô até essa data. Pomares foi integrado no concelho de Arganil, tal como Anseriz e Vila Pouca da Beira e Avô no concelho de Oliveira do Hospital. 

 

 

 

sinto-me:
publicado por rouxinoldepomares às 00:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vila Pouca da Beira, Fest...

. Imagens da Beira-Serra (5...

. Imagens da Beira-Serra (2...

. Feira em Vila Pouca da Be...

. Pôr do Sol visto de Vila ...

. Vila Pouca da Beira ( Oli...

. Convento do Desagravo - P...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

conter12

.últ. comentários

Que pena pintarem as casas de branco!Eram tão lind...
Adorei o teu comentário! Não tenho mais palavras! ...
Não é preciso dizer mais nada... como sempre o ami...
Foi com gosto que apreciei esta festa de Carnaval...
Não lhe sei responder...Sei que têm vendido alguma...
A Quinta da Marqueza encontra-se para venda ?
Que catastrófe as imagens dão arrepios.bjshttp//bl...
Impressionante! Ainda bem que nada lhes aconteceu.
Parabéns à Junta de Freguesia de Pomares, por as m...
A familia de minha Mãe de apelido Silva Campos é d...

.AVISO

Para evitar a calúnia e a difamação gratuíta, os comentários são moderados pelo autor do blog. Todos os comentários serão publicados, mas se estiver a pensar insultar ou difamar pessoas ou grupos, e de forma geral prejudicar a utilização leal deste espaço não se dê ao trabalho. Os comentários não serão publicados.